Cães e gatos serão vacinados. (Foto: DiÊgo Holanda/G1)

Ação animal em Ananindeua (PA) oferece consultas veterinárias e vacinação gratuita para cães e gatos

Ananindeua recebe a 2ª Ação Animal neste sábado (17), no bairro do Curuçambá. Na ação serão oferecidas consultas veterinárias e vacinação gratuita para cães e gatos. O evento é organizado pelo Grupo de Trabalho (GT) de Defesa Animal do município, composto por órgãos municipais, veterinários e ativistas da causa animal. A ação ocorre no ginásio da Escola Municipal Hildegarda Caldas de Miranda, na Estrada do Curuçambá, das 8h às 12h.

Em junho do ano passado, a ação teve mais de 200 atendimentos clínicos básicos e mais de 600 doses de vacina. A ideia é levar os serviços às localidades mais carentes, para atender aqueles que não têm condições financeiras de levar seus pets a consultas. “Ananindeua é a segunda maior cidade do estado e a demanda por esse tipo de atendimento é muito grande no município. Por isso, a meta é realizar essas ações de maneira periódica nos bairros, garantindo a saúde dos animais e, consequentemente, da própria população dessas comunidades, que ficará menos sujeita às zoonoses”, explica Paulo Campos, secretário Municipal de Saúde.

As consultas veterinárias são destinadas exclusivamente aos animais de moradores do Curuçambá, que já realizaram um cadastramento prévio para os atendimentos na própria escola, entre os dias 6 e 8 de fevereiro. Cada pessoa cadastrada poderá levar apenas um pet para consulta, dentre as 200 vagas ofertadas e já preenchidas. Já a vacinação antirrábica não exigiu cadastro antecipado e será livre para qualquer interessado, sem limite de animais por pessoa.

O Grupo de Trabalho de Defesa Animal de Ananindeua foi criado em 2017, após uma audiência pública realizada na Câmara Municipal, que discutiu direitos dos animais e saúde pública. O grupo é formado por representantes das Secretarias Municipais de Saúde, de Educação e de Meio Ambiente, da Câmara Municipal, Fórum Permanente de Proteção e Defesa dos Direitos dos Animais do Pará e Sindicato dos Médicos Veterinários do Pará.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.