Adoção responsável

O que você precisa saber antes de adotar um animal.

1069

Dicas de alimentação, saúde e esterilização

ANTES DE ADOTAR UM ANIMAL, TENHA CERTEZA DE QUE:

  • Sua casa ou apartamento tem espaço suficiente para a espécie escolhida;
  • Você está realmente disposto a cuidar dele por toda a vida. Cães e gatos chegam a viver de 10 a 20 anos;
  • Nas suas férias e períodos de ausência haverá pessoas para cuidar dele;
  • Toda a família está de acordo em receber o novo integrante;
  • Você está disposto a arcar com as despesas de um animal. Além de amor, alimentação e abrigo, ele vai precisar eventualmente de cuidados veterinários e remédios;
  • Ele é um ser sensível e com importante grau de consciência, não um produto que pode ser trocado ou jogado fora ao apresentar “problemas” ou tornar-se “obsoleto”;
  • Se você mora em apartamento ou numa casa com um pátio pequeno, analise se você terá tempo e disponibilidade para passear com ele. Animais necessitam de exercício físico com regularidade;
  • Ele não ficará sozinho em casa por longos períodos. Cães deixados presos latem, choram, ficam estressados e, com isso, acabam “aprontando” para se distrair.

CUIDADOS FUNDAMENTAIS PARA A SAÚDE DO SEU ANIMAL

Uma única vez: castre o animal. É um ato de compaixão que fará com que ele tenha uma vida mais saudável e fique com você muito mais tempo.

Diariamente: ração de boa qualidade, na medida indicada na embalagem. Recomendamos a ração FRI-DOG Vegetariana, inclusive para filhotes (apesar do grão ser um pouco grande), além de comida preparada especialmente para ele e água à vontade. Lembramos que cães são onívoros, ou seja, vivem muito bem alimentando-se exclusivamente de produtos de origem vegetal. Uma opção é a ração vegana Animal Vega, ainda um pouco difícil de ser encontrada. Outra é a já mais tradicional e acessível FRI-DOG, a ração não vegana que menos impacto para os outros animais, pois de ingrediente de origem animal tem apenas a vitamina D3, sintetizada a partir da lã de carneiros. Há tempos o fabricante informou aos clientes que substituiria esta vitamina. Não temos conhecimento se isto já ocorreu.

Muito importante: o seu animal não pode comer qualquer tipo de comida. O ideal seria que 50% de sua alimentação fosse composta de ração de qualidade e os outros 50% de uma combinação, cereais (arroz, por exemplo), legumes e frutas (tudo preparado sem sal ou gordura). Nunca dê chocolate, açúcar, tomate, feijão, batata. Estes alimentos causam danos sérios aos dentes e à saúde do animal.

Semanalmente: limpeza dos ouvidos e escovação (animais de pelos longos exigem escovação diária ou a cada dois dias). Peça ao veterinário de sua confiança orientações para manter os ouvidos de seu animal sempre limpos e saudáveis.

Mensalmente:

  • O ideal seria que o seu animal tomasse banho e fosse tosado apenas mensalmente. Banhos muito frequentes removem a defesa natural da pele do animal e podem acentuar problemas de ouvido;
  • Se onde você mora existe uma grande infestação de carrapatos, você deve fazer um controle mensal dos mesmos, passando produtos apropriados em seu quintal e em seu cão/gato. O carrapato transmite doenças (também para humanos), que podem inclusive ser fatais ao animal, bastando a picada de um carrapato infectado.

A cada 3 meses: aplicação de remédios de pulgas. Pulgas transmitem um tipo de verme também para humanos e hoje já existem remédios para serem aplicados na nuca dos animais, que tem ação por 30 dias, em média.

Não esqueça: somente 5% das pulgas e carrapatos estão nos animais, os outros 95% estão no ambiente! É muito impor tante tratar também o ambiente onde estes vivem. A higiene é fundamental para a saúde de seu bichinho e de sua família.

ATENÇÃO! PULGAS TRANSMITEM VERMES. POR ISSO, É PRECISO ACABAR COM ELAS ANTES E DAR VERMÍFUGO DEPOIS.

Anualmente:

  • Tomar vermífugo a cada 4 ou 6 meses (escolher sempre os vermífugos ‘plus’ e dar a segunda dose 15 dias após a primeira);
  • Vacinas: POLIVALENTE (combate diversas doenças, inclusive algumas que são transmitidas por via aérea) e ANTIRRÁBICA. Exija sempre que a aplicação seja feita por um veterinário e que o mesmo cole o selo da vacina, carimbe e assine a carteira do animal.

LEVE SEU CÃO/GATO AO VETERINÁRIO SEMPRE QUE NOTAR:

  • apatia;
  • perda ou ganho excessivo de peso;
  • falta de apetite e de sede;
  • coceiras nas orelhas e balançar excessivo das mesmas;
  • alterações na pele e no pelo e caroços;
  • vômito;
  • diarreia, principalmente com sangue;
  • demonstração de dor.

IMPORTANTE: A QUALQUER UM DESTES SINTOMAS, NÃO MEDIQUE SEU ANIMAL EM CASA. BUSQUE SEMPRE A ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL DE UM VETERINÁRIO.

Esterilização (castração)

SAIBA PORQUE A ESTERILIZAÇÃO EVITA O SOFRIMENTO DE TANTOS ANIMAIS

As ruas estão repletas de cães e gatos (fêmeas e machos) que, na sua grande maioria, foram abandonados à própria sorte por seus donos por serem fruto de ninhadas indesejadas. Muitos deles acabam atropelados, envenenados, maltratados ou tendo uma vida miserável até o final dos seus dias. Sem contar aqueles que fogem para cruzar e nunca mais conseguem voltar para casa.

POR QUE A ESTERILIZAÇÃO DOS ANIMAIS É IMPORTANTE?

A esterilização (ou castração) é uma solução emergencial para diminuir a procriação descontrolada e, conseqüentemente, a superpopulação de cães e gatos. Milhares de animais hoje vivem abandonados nas ruas, passando todo tipo de privação e sofrimento por causa deste descontrole reprodutivo. Esterilizar um animal é um grande exemplo de compaixão e consciência que você pode dar.

NÃO FIQUE NA DÚVIDA. SAIBA TUDO SOBRE A ESTERILIZAÇÃO

O que é a esterilização?

A esterilização é uma cirurgia de rotina que consiste na remoção completa e indolor dos órgãos com funções exclusivamente reprodutoras.Nas fêmeas, acontece a retirada do útero e dos ovários, não ocorrendo mais o cio. Nos machos, é feita a retirada dos testículos, deixando-se a bolsa escrotal vazia.

A cirurgia de esterilização é dolorosa?

A cirurgia é realizada sob anestesia geral por um veterinário. O animal não sente nada durante o procedimento. A maioria regressa à sua atividade normal entre 24 e 72 horas. Solicite ao veterinário a prescrição de um analgésico para o período pós-operatório.

A cirurgia de esterilização é perigosa?

A esterilização é realizada sob anestesia geral, que é um procedimento que sempre envolve algum risco para qualquer animal. No entanto, a esterilização já é uma cirurgia de rotina, portanto é segura sempre que realizada por um bom veterinário.

Esterilizar não sai caro?

Os preços podem variar, dependendo do veterinário ou do porte do animal. A cirurgia na fêmea é um pouco mais cara, por ser um procedimento mais delicado. Veja se em sua cidade a cirurgia não é oferecida pela prefeitura ou por organizações protetoras dos animais.Lembre-se: se comparado aos gastos de repetidas idas ao veterinário para tratar de ferimentos por brigas ou atropelamento por vagar pelas ruas, ou despesas com doenças adquiridas na baixa de imunidade ocasionada no cio, ou ainda com os custos de uma ninhada indesejada que vai precisar de cuidados e alimentação, o investimento em esterilização é MÍNIMO. Mesmo a repetição da medicação anticoncepcional, a longo prazo, se torna mais caro do que a esterilização, além do que este outro método causa tumores nos animais.

Será que o meu animal não é muito velho para ser esterilizado?

A menos que o seu animal tenha problemas de saúde, a esterilização é segura e um procedimento de rotina. No entanto, o veterinário deverá examiná-lo antes da cirurgia para determinar se existe algum problema de saúde. Os animais com mais idade também tiram proveito dos benefícios da esterilização.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Compartilhar