Agentes da PRF resgatam 8 filhotes de cachorro na BR-210, no Amapá

Animais receberam ração, água e abrigo em unidade operacional da polícia. Filhotes foram acolhidos por ONGs e serão disponibilizados para adoção.

6818
Agentes da PRF resgatam 8 filhotes de cachorro na BR-210, no Amapá
8 filhotes foram resgatados pela PRF no Amapá; animais foram acolhidos por ONG (Foto: PRF/Divulgação)

Oito filhotes de cachorro foram resgatados por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na rodovia BR-210, no estado do Amapá, no dia 10 de março. Após uma campanha nas redes sociais, a ONG Unidade de Proteção Animal Costelinha (Upac) acolheu os animais, onde vão passar por tratamento e depois ficarão disponíveis para adoção consciente.

De acordo com a PRF, os filhotes estavam às margens da rodovia, no quilômetro 8 da BR-210, em Macapá, quando foram encontrados pelos agentes, que levaram os cachorros para a unidade operacional. Lá os animais receberam ração, água e um pequeno abrigo.

Dias depois a mãe dos filhotes apareceu, foi alimentada, mas desapareceu. A PRF não soube informar se a cadela morreu ou foi levada por alguém.

“A conscientização das pessoas sobre a importância de que toda vida, seja ela humana ou de um animal, precisa ser salva e que o resgate adequado é extremamente importante para não causar outras graves sequelas”, afirmou um informativo da PRF.

Na terça-feira (21), os animais foram acolhidos pela Upac e devem ser disponibilizados para adoção consciente a partir de segunda-feira (27), prevê o presidente da ONG, Victor Hugo Fernandes.

“A gente precisa conscientizar a pessoa que vai adotar o animal que ele vai precisar de cuidados, que um dia o animal vai envelhecer, e não é barato. É para que a pessoa adote com responsabilidade e depois não volte a abandonar esse animal na rua, porque para o animal conhecer o amor e depois ser abandonado é uma coisa horrível”, comentou Fernandes.

Os filhotes, segundo ele, devem ter cerca de um mês de vida. Eles são 5 machos e 3 fêmeas e já se alimentam com ração. Aos cuidados da ONG, os animais que estavam com pulgas já receberam medicação. Eles devem ser disponibilizados em feiras de adoção ou através da internet.

Por Fabiana Figueiredo

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.