Foto: Ryan Christodoulou/Unsplash

Alguém cortou as patas e a cauda deste cachorrinho, mas a lei existente pode não ser suficiente para punir o agressor

Hoje em dia, é raro ver-se políticos como pessoas com um bom coração, mas esta história foi suficiente para revoltar o recém reeleito presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan. Em uma floresta perto de Sakarya, na Turquia, andarilhos encontraram um cachorrinho de um mês de idade mutilado, que foi vítima de alguma pessoa diabólica que cortou tanto suas patas como sua cauda.

O cachorrinho foi levado às pressas ao veterinário local, onde ele lutou por sua vida por dois dias. Infelizmente, e para o horror das pessoas na Turquia que acompanharam esta história nos noticiários, o cachorrinho sucumbiu aos ferimentos durante a cirurgia. O país ficou tão revoltado, que o sofrimento deste cachorrinho deu uma pausa aos debates políticos para a eleição que ocorreu no dia 24 de junho.

Um operador de máquina de obras foi preso por ter relação com a morte do filhotinho. E, apesar de nada conseguir trazer este cachorrinho de novo à vida, pode-se esperar que os esforços unidos dos políticos dos partidos opostos levarão à introdução de uma nova lei que irá prevenir a violência contra animais de rua no futuro. O próprio Erdogan se comprometeu a criar, após a eleição, emendas na nova legislação para incorporar leis pelos direitos dos animais.

Erdogan disse, “seja em casa ou nas ruas, levaremos a lei em consideração e a avaliaremos. Este operador foi detido hoje… Não há nada aceitável sobre isto, mas é muito importante para conscientizar”. O líder do Partido Iyi e candidato presidencial, Meral Aksener, acrescentou, “Esta brutalidade contra um ser tão pequeno é uma manifestação dolorosa da perda de valores em nosso país. Eu peço a Deus que aqueles que machucaram este filhotinho encontrem o que eles merecem na vida após a morte”.

Não há uma única desculpa justificável para qualquer crueldade contra qualquer animal. Animais não estão aqui apenas para que façamos o que quisermos com eles, sejam eles abandonados ou não. Esta é uma maneira repugnante e bárbara de tratar um pobre e indefeso cachorrinho. Esperamos que a justiça ocorra para este indivíduo cruel, por tudo o que ele fez.

Não se pode deixar que esta legislação vital seja deixada de lado por outras prioridades agora que a eleição acabou. O site Care2 criou uma petição que será entregue ao presidente Erdogan em relação a esta nova legislação. Por favor, assine a petição para apoiar as leis que protegerão os animais de rua na Turquia da crueldade como a que este pobre cachorrinho sofreu.

Por Kelly Wang / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: One Green Planet


Nota do Olhar Animal: Lamentavelmente a situação legal não é muito diferente no Brasil, onde os crimes contra animais são considerados “de menor potencial ofensivo” e as penas brandas, comumente transformadas em prestação de serviços comunitários.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.