Foto: Reprodução/ PMOP

Aliança do poder público com o terceiro setor cria ações de cuidados e proteção aos animais em Ouro Preto, MG

Após anos de debates, e muitos embates envolvendo o poder público e as entidades do terceiro setor que têm ações dedicadas à defesa dos direitos dos animais, finalmente, Ouro Preto dá os primeiros passos rumo a uma política voltada para o bem-estar, controle populacional, proteção e cuidados aos animais em situação de maus-tratos e abandono.

Nesta semana, um acordo firmado entre a Secretaria Municipal de Saúde e a ONG AJUDA, de Juiz de Fora, com apoio da ONG IDDA Ouro Preto e Mariana, viabilizou a presença do CASTRAMÓVEL, uma unidade hospitalar sobre rodas criada especialmente para proporcionar gratuitamente a esterilização de cães e gatos.

Foram 698 animais inscritos, sendo 109 cães machos, 321 cadelas e 268 gatos. Nesta semana, 240 animais já foram castrados, incluindo os animais que estão sob a responsabilidade do Centro de Controle de Zoonoses, os quais agora estão disponíveis para adoção responsável.

O abandono de animais além de ser um problema social também é uma questão de saúde pública. Por isso, novas campanhas pela conscientização deverão acontecer em breve. Ampliar as parcerias com as entidades protetoras é uma das metas do governo municipal, uma vez que os órgãos responsáveis pelo controle da população de animais sem tutor só obterão êxito com a participação de toda a sociedade.

Fonte: Impacto Atual

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.