Animais não são mais reconhecidos como ‘seres sencientes’ no Reino Unido. Faça algo AGORA para ajudar!

532
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

O Reino Unido tem feito grandes progressos ao promover alimentos à base de vegetais nos últimos anos e tem sido líder na esfera dos direitos dos animais, ao proibir o uso de animais selvagens em circos e lutar incansavelmente para acabar com testes em animais para cosméticos.

No entanto, no dia 20 de novembro, o Reino Unido regrediu algumas décadas quando a maioria dos membros do Parlamento votou para que os animais não sejam mais reconhecidos como seres sencientes. Este é um enorme golpe nos direitos dos animais, e algo deve ser feito AGORA, antes que os animais possam sofrer sob a lei.

Uma petição no Care2 explica que, depois de muitos anos de luta nos níveis legislativos, os defensores dos animais conseguiram classificar os animais como “seres sencientes” nos termos da Lei Européia em 1997. Isso significou que os animais foram finalmente reconhecidos sob a lei como seres vivos que podiam sentir dor e experimentar emoções, e quaisquer leis, portanto, tiveram que manter isso em mente e não infringir o bem-estar dos animais.

Mas agora que o Reino Unido deixará a União Européia, esta lei não será mais aplicável a eles, e esta é uma questão incrivelmente séria. Sem a aplicação desta lei básica de proteção animal, os animais serão autorizados a sofrer imensamente, legalmente, e devemos nos impor agora para parar isso.

Por favor, assine a petição em apoio ao reconhecimento de animais como seres sencientes no Reino Unido.

E lembre-se de compartilhar em suas redes sociais para ajudar a divulgar e aumentar o apoio para esta causa muito importante!

ASSINE A PETIÇÃO!

Por Natasha Brooks / Tradução de Ana Carolina Figueiredo

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.