Cães estão em lar temporário - Foto: Divulgação

Após morte da mãe, filhos procuram novo tutor para cães em Venâncio Aires, RS

Belinha e Chocolate estão em um lar temporário desde que a dona faleceu

Após a morte da tutora, dois cãezinhos aguardam um novo tutor em Venâncio Aires. Com o falecimento de Noedi Teresinha Matthes, de 65 anos, no último dia 15, os companheiros dela, os cachorros Belinha e Chocolate, ficaram sem tutor. Os filhos Aline e André Preuss não podem ficar com os bichinhos e buscam alguém que possa adotar os animais e dar tanto carinho quanto a mãe dava a eles. “Ela tinha uma relação muito especial com esses animais e gostaria que eles tivessem um novo lar que fosse protetor”, conta o filho, que reside em Santa Catarina.

No momento, os cachorrinhos estão em um lar temporário, sob os cuidados provisórios de Aline, mas ela não pode ficar com eles por já ter outros dois cães. “Gostaríamos muito que os dois fossem adotados juntos, pois convivem há muitos anos. São dois cães de médio porte, muito dóceis, carinhosos e interativos, ótima companhia para crianças, mas principalmente para pessoas mais velhas. São verdadeiros companheiros”, explica André.

A cadelinha se chama Belinha, é uma vira-lata, de cor branca e preta, tem mais de 10 anos de idade e é bem calma. O cachorro se chama Chocolate, também é um vira-lata, de cor marrom claro, tem em torno de 8 anos e é muito brincalhão. “Os dois haviam sido abandonados pelos tutores anteriores, andavam pelas ruas do bairro, sendo alimentados pela Noedi quando apareciam no portão de casa. Com o tempo foram ficando no pátio e se tornando cachorros da família.”

Segundo André, Noedi cuidava dos cães sozinha e gostava muito de animais. Mas mesmo após ter gatos e pássaros, os cachorros ainda eram os preferidos e se tornaram a principal companhia depois que os filhos constituíram suas próprias famílias. “Dona Noedi era faxineira e com tal renda mantinha a família. Sempre trabalhou muito nas casas de outras pessoas, mas não abria mão de ter seus animais e dedicar um pouco do tempo diário aos cuidados deles. Depois que se aposentou, acabou dedicando ainda mais cuidados aos animais.”

Quem tiver intenção de adotar os cães pode entrar em contato com os filhos de Noedi, pelo telefone ou WhatsApp, com Aline (051) 9344-9760 ou André (049) 9149-2777. A intenção é que os dois cãezinhos sejam adotados juntos, que possam ficar dentro de casa, já que não são acostumados a ficar na rua e que recebam bastante carinho e atenção como eram acostumados.

Por Paola Severo

Fonte: GAZ

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.