A aposentada Sili Grau de Souza, de 62 anos, resgata animais nas ruas de Ribeirão. (Foto: Weber Sian / A Cidade)

Aposentada retira mais de 200 animais das ruas em Ribeirão Preto, SP

Em seu último resgate, três filhotes de cães foram encontrados famintos e doentes dentro de um buraco em um terreno na zona Norte da cidade.

Uma pessoa apaixonada por animais. É assim que se pode classificar a aposentada Sili Grau de Souza, de 62 anos. Ela, que já chegou a cuidar de 50 gatos em sua residência, hoje possui 16 cachorros e 8 gatos.

Segundo Sili, a paixão pelos animais surgiu na infância. Há cerca de 40 anos, ela retira animais que são abandonados nas ruas de Ribeirão Preto. Neste período, mais de 200 animais foram resgatados por ela. Cães amarrados com coleiras de arames farpados e animais famintos e desnutridos fazem parte de suas histórias.

Em seu último resgate, ocorrido em março deste ano, Sili foi chamada às pressas por vizinhos que encontraram três cães filhotes, abandonados dentro de um buraco em um terreno no bairro José Sampaio, zona Norte da cidade.

“Não pensei duas vezes, fui até o terreno e vi os animais. Não tinha como deixá-los por lá. Certamente, eles iriam morrer, estavam famintos, mal conseguiam ter forças para comer”, afirma Sili.

Os cães estavam com a doença do carrapato em estado avançado, febre alta e desnutridos. Com ajuda de alguns amigos, a aposentada conseguir dinheiro para remédios e consultas veterinárias.

“Foi um período de muita dedicação, eles exigiam muitos cuidados. Estavam bem doentes, tadinhos. Mas, graças a Deus, hoje estão curados, esbanjando saúde e nem parecem que são os mesmos que foram encontrados naquele buraco”.

Recicláveis  

A aposentada, também recolhe recicláveis para ajudar nas despesas com os animais. Segundo ela, é desta forma que consegue fechar o orçamento com ração, produtos de limpeza e medicamentos.

Ajuda  

Apesar de ajudar e recolher muitos animais em estado de abandono, nas ruas de Ribeirão Preto, a aposentada Sili Grau de Souza não tem condições de acolher os bichinhos definitivamente. Por isso, quem quiser ajudar na adoção permanente de alguns dos animais recolhidos, é só ligar para o telefone 99372-0181.

Para doação  

Com muitos animais em casa, Sili diz não ter condições e espaço para mantê-los por muito tempo. Os três cães resgatados (duas fêmeas e um macho), ainda não possuem nomes e estão para doação. Para dar um novo lar para estes filhotes, basta entrar em contato diretamente com a aposentada, pelo número (16) 99372-0181.

“Eu só desejo que a pessoa que decidir adotá-los continue este trabalho, pois os animais necessitam de amor, cuidados e respeito. São sempre nossos amigos, não tem preço que se pague em ver a alegria deles. A gratidão é imensa, eu agradeço a Deus todos os dias por ter nascido com esta vontade dentro de mim”.

Por Neto Tubero, com supervisão de José Manuel Lourenço

Fonte: A Cidade ON

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.