Baleia morre depois de encalhar na Ilha do Mel

194
Baleia morre depois de encalhar na Ilha do Mel

Uma baleia Minke-anã morreu encalhada em uma praia da Ilha do Mel, na manhã desta quarta-feira 99) pela equipe que faz o monitoramento diário das praias do Paraná.

Ela foi encontrada pela equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação (CEM/UFPR) que faz o monitoramento diário das prais do Paraná atrás de animais encalhados, feridos ou mortos.

A baleia, que media aproximadamente 4,80m, encalhou ainda viva durante a maré alta e com o retrocesso da maré ficou preso na faixa de areia próxima à base de apoio da Capitania dos Portos do Paraná. Veterinários, biólogos, oceanógrafos e demais técnicos e assistentes se deslocaram ao local para o atendimento, mas ao chegarem a baleia já estava morta.

A necrópsia aponta que a morte foi está relacionada a uma infecção generalizada no animal.

A baleia minke é uma das menores espécies de baleia do mundo e geralmente costuma ocorrer em pequenos grupos. São encontradas em águas tropicais, temperadas e frias de todos os oceanos e ocasionalmente podem entrar em baias e estuários.

Caso encontre baleias, golfinhos, tartarugas, lobos marinhos, focas, ou aves marinhas encalhados vivos ou mortos entrar em contato pelo 0800 642 3341.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras no Pré-Sal. Conduzido pelo Ibama, tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e mortos.

Fonte: Correio do Litoral

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.