Boi é resgatado por policiais em Governador Celso Ramos — Foto: Redes Sociais

Boi com sinais de maus-tratos é resgatado pela PM na Grande Florianópolis

Um boi foi resgatado pela Polícia Militar em Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis, na manhã deste sábado (20). Com sinais de maus-tratos, a polícia suspeita que ele tenha sido utilizado em uma farra do boi na região.

Segundo a PM, o Grupo de Operações e Resgate (GOR) foi acionado para recuperar o animal. A ação mobilizou dezenas de policiais na Ponta dos Ganchos.

“Utilizamos grupos táticos e equipes reforçadas porque rapidamente se formou um ajuntamento de pessoas, que ameaçavam e xingavam os policiais enquanto o animal, machucado, era resgatado”, disse o Coronel Araújo Gomes.

Crime

A farra do boi é considerada crime, de acordo com o artigo 32 da Lei n. 9.605/1998, conforme acórdão do Supremo Tribunal Federal (STF). A pena para quem comete é de três meses a um ano de detenção, com aumento de um terço da pena em caso de morte do animal.

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: O boi é apreendido e levado para a Cidasc onde é assassinado, nenhum farrista é preso, fica tudo por isso mesmo e essa têm sido a história das farras do boi em SC. Antes, os bois eram vítimas apenas dos farristas, que agora têm a concorrência de um órgão do governo do estado como algoz. A atuação da polícia contra as farras continua frouxa e a prova é que raramente prende alguém (muito menos os organizadores destas sessões de tortura), mesmo com os eventos contando com a participação de dezenas e dezenas de pessoas. As apreensões de bois parecem ser apenas um jogo de cena do governo para mostrar à sociedade e à Justiça que estão fazendo alguma coisa. A farra do boi tem solução, sim, porém o que sempre faltou e continua faltando é vontade política para resolver a questão.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.