Bombeiros resgatam cadela e filhote recém-nascido de incêndio no Tocantins

Chamas quase passaram para pilha de madeira onde animais se abrigavam. Mãe e filhote, que teria nascido há cerca de dois dias, foram devolvidos para tutora.

614
Cadela estava debaixo de pilhas de madeiras em marcenaria que pegou fogo (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Cadela estava debaixo de pilhas de madeiras em marcenaria que pegou fogo (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Uma cadela e um filhote recém-nascido foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros de um incêndio em uma marcenaria de Araguaína, na região norte do Tocantins. Segundo os Bombeiros, os animais estavam tentando se proteger do fogo dentro de uma pilha de madeira ao lado de outra que foi atingida pelas chamas. O incêndio foi de grande porte e destruiu o local.

Um dos bombeiros que participou do resgate informou que foi feito um trabalho preventivo de resfriamento para que a pilha onde os animais estavam não pegasse fogo. No local havia muita madeira empilhada e pó de serragem. A mãe e o filhote estavam no meio da madeira. Havia muita fumaça no local, o que também colocava os animais em risco.

De acordo com os bombeiros a cadela era de uma mulher que mora na região. No momento do incêndio ela falou sobre a possibilidade de os animais estarem no local. “Provavelmente o animal teria saído de casa para parir em um lugar confortável”, disseram os bombeiros.

O subtenente Ivo participou do resgate dos animais e disse que não fez mais que a obrigação. “A sensação de dever cumprido, mas fizemos o que a gente estava lá pra fazer. Fizemos nosso papel bem feito”, conta.

O filhote e a mãe foram entregues saudáveis para a dona. O filhote ainda não abriu os olhos e não recebeu um nome.

Bombeiros resgataram mãe e filhote de incêndio (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Bombeiros resgataram mãe e filhote de incêndio (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Incêndio destruiu marcenaria em Araguaína (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Incêndio destruiu marcenaria em Araguaína (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.