Gato foi retirado com o uso de uma escada — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Bombeiros resgatam gato preso há três dias em pinheiro de 15 metros em Montes Claros, MG

O Corpo de Bombeiros resgatou nessa quarta-feira (2) um gato que ficou preso em uma árvore em Montes Claros. De acordo com os militares, o pinheiro tem cerca de 15 metros e o dono informou que o felino estava há mais de três dias no local.

Com o uso de uma escada de combate a incêndio, os militares conseguiram retirar o gato. Além da escada, um tecido foi usado como proteção para evitar que o felino se machucasse caso pulasse do pinheiro.

“O solicitante não informou o motivo pelo qual o animal subiu na árvore, mas estes animais possuem em sua natureza habilidades para subir em árvores e telhados, sendo que algumas vezes sobem para fugir de cães, por exemplo. Nestes casos eles ficam assustados e não conseguem descer”, disse o subtenente Claudionor Ribeiro dos Santos.

Os bombeiros recebem vários chamados para este tipo de resgate, mas o subtenente explica que muitas vezes o animal consegue sair sozinhos de locais altos. “É comum os gatos ficarem presos em concertinas e telhados. Estes animais gostam de subir nesses locais, por isso o solicitante deve observar se realmente o gato não consegue descer sozinho antes e acionar ajuda dos bombeiros”.

Animal estava preso há mais de três dias — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
Animal estava preso há mais de três dias — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Síndrome do gato paraquedista

Além das habilidades de ficar em lugares altos, gatos também desenvolvem um mecanismo de amortecimento de quedas: a síndrome do gato paraquedista. Este termo está relacionado ao fato de alguns felinos sofrerem quedas e não apresentarem lesões, dependendo da altura.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.