Bonhams cancela leilão de esculturas de chifres de rinoceronte em Hong Kong após reação de ONG

Bonhams cancela leilão de esculturas de chifres de rinoceronte em Hong Kong após reação de ONG

A casa de leilões britânica Bonhams cancelou a venda de 21 esculturas de chifre de rinoceronte após a reação de um grupo de conservação da vida selvagem. O leiloeiro começou a aceitar ofertas em Hong Kong no dia 20 de novembro.

Matthew Girling, CEO da Bonhams, disse em uma declaração pública em 23 de novembro que a casa de leilões suspendeu a venda dos produtos.

A declaração foi feita depois que 37 organizações de conservação enviaram uma carta a Girling que pedia à Bonhams para suspender permanentemente a venda de produtos de chifre de rinoceronte. Sua controladora, Epiris, disse no ano passado que pretendia reduzir seu consumo de materiais que provavelmente prejudicariam espécies ameaçadas.

O lote de chifres de rinocerontes da Bonhams era composto de copos de libação, vasos e embarcações da dinastia Qing do século XVII ao XVIII.

A ONG WildAid, de conservação da vida selvagem, circulou uma petição que recebeu mais de 9 mil assinaturas em oposição ao leilão.

John Baker, diretor administrativo da WildAid, que coletou as assinaturas da carta à Bonhams, disse: “Parabenizamos a Bonhams por sua sábia decisão de parar de vender itens de chifre de rinoceronte. O rinoceronte só sobreviverá se o comércio de seus chifres, em qualquer forma, parar”.

Matthew Girling, CEO of Bonhams.

Alex Hofford, ativista da WildAid, disse que a decisão foi um passo positivo para a conservação dos animais, mas pediu a outras casas de leilões que interrompam a venda de esculturas de chifre de rinoceronte: “Nós agora convocamos a Sotheby’s para se juntar à Christie’s e à Bonhams como casas de leilões éticas e cancelar sua venda de chifre de rinoceronte em Hong Kong, bem como todas as vendas futuras de espécies em extinção, incluindo chifre de rinoceronte”, disse ele.

A casa de leilões britânica Sotheby’s ia leiloar sua coleção de arte chinesa em Hong Kong ainda em novembro, que inclui vários produtos de chifre de rinoceronte.

Um copo de libação de chifre de rinoceronte do século XVII vendido pela Sotheby’s. – Fotos: captura de tela.

A Christie’s disse em outubro que não vende produtos feitos de chifre de rinoceronte e apoia a ONG Tusk de conservação em leilões de caridade.

Os rinocerontes são uma espécie criticamente em risco de extinção que tem estado sob ameaça crescente da caça furtiva por seus chifres de marfim, usados ​​na medicina chinesa e em esculturas. O último rinoceronte branco macho do norte morreu aos 45 anos no Quênia no início deste ano.

Por Jennifer Creery/ HKFP / Tradução de Maria Leticia Guerra Machado Coelho

Fonte: HKFP

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.