Cachorrinha machucada é abandonada em uma ‘caminha’ na rua para morrer em Limeira, SP – Olhar Animal
Imagens: Divulgação

Cachorrinha machucada é abandonada em uma ‘caminha’ na rua para morrer em Limeira, SP

Uma cachorrinha foi abandonada na madrugada desta quinta-feira (17), em Limeira (SP). Ela foi encontrada na manhã de hoje no meio de uma rua, abandonada em uma ‘caminha’. O animal estava bastante machucado e tentando se arrastar.

De acordo com Lucas Medeiros, o rapaz que a encontrou, ele e um amigo, Clóvis, estavam a caminho do trabalho quando, por volta das 6h30, avistaram a cachorrinha ao lado da caminha, toda machucada e tentando se arrastar. Ela tremia de frio e dor.

Eles então pegaram o animal e levaram para a empresa, onde realizaram os primeiros socorros. “Notamos uma cachorrinha arrastando a traseira com sinais de atropelamento, o que mais me comoveu foi o fato de notarmos que a cama e a coberta dela estavam ao lado. Indício claro de abandono”, relata Lucas.

Já na empresa, ele com uma tesoura e água morna foi limpando o animal, que estava com o pelo todo sujo de sangue e fezes. Enquanto ele socorria a cachorrinha, uma amiga dele, Gislaine Bonai, acionava o resgate.

A cachorra foi acolhida pelo Canil Municipal e a Alpa (Associação Limeirense de Proteção Animal) está prestando todo o apoio, com exames e tratamentos necessários para a recuperação dela.

Ainda não se sabe quem abandonou o animal na via. Mas Lucas acredita que ela tenha sido abandona no local para morrer, já que é um lugar pouco movimentado e estava muito frio nessa madrugada.

Segundo eles, não é primeira vez que abandonam animais naquele local, há cerca de cinco meses foram abandonados cinco filhotes, cheios de pulgas na mesma região. Eles acolheram, trataram e um casal adotou.

A Lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais) prevê os maus-tratos como crime. O decreto 24645/34 (Decreto de Getúlio Vargas) determina quais atitudes podem ser consideradas como maus-tratos. Qualquer pessoa que for testemunha de um abandono de animais domésticos ou exóticos, pode ir à delegacia mais próxima. A Promotoria de Justiça permite a denúncia anônima.

Fonte: Rápido no Ar

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.