RJ valenca cachorro amarelo

Cachorro agredido há duas semanas, em Valença, RJ, é adotado

Tutor é um velho conhecido: proprietário da fábrica onde Amarelo comia ração. Agressão foi flagrada por câmeras de segurança, na Avenida do Contorno.

O cachorro Amarelo, que foi agredido em Valença (RJ), há duas semanas, foi adotado. O novo tutor é um velho conhecido: o dono da fábrica onde o animal ia todos os dias comer ração.

“O Cosme, o nosso vigia, pegava a ração, colocava pra ele e ele deitava lá e ficava com os vigias. E ele já fazia aquilo como se fosse a casa dele”, contou Everton Guimarães Matos, economista.

A agressão foi flagrada por câmeras de segurança do próprio estabelecimento, na Avenida do Contorno. O crime ganhou repercussão após as imagens serem compartilhadas centenas de vezes nas redes sociais. Nas imagens é possível ver o agressor, o cabelereiro Rodrigo Esteves Ribeiro, de 36 anos, descer do carro e chutar o cão. Ele confessou o crime e pediu desculpas em uma rede social. O acusado vai cumprir uma pena adminstrativa.

O Cosme é vigilante da empresa e ajudou no resgate do cachorro. Ele ainda está indignado com tudo que aconteceu. “Nós não temos que fazer isso nem com animal, nem com ser humano nenhum. Porque Deus nos criou pra amarmos uns aos outros “, disse Cosme Ferreira da Paixão, segurança.

O Cosme e o Everton trouxeram o Amarelo para sede de uma Ong, onde ele ficou sob os cuidados do Sandro. Ele foi medicado, já passa bem e pronto para conhecer uma vida diferente. “Ele já era super dócil mas na realidade ele tava com aquela sensação de dores, né. E, é outro cão. É muito tranquilo. Não consigo conceber porque que ele foi agredido, sendo desse jeito”, explicou Sandro Alexandre da Silva, representante da Ong.

O cãozinho de olhar perdido encontrou um amigo de longa data. “O Amarelo virou um popstar. Já recebeu uma casa que nós pegar. Vamos tentar agora protegê-lo para que ele não possa ficar na rua, fazendo com que as pessoas possam maltratá-lo”, garantiu Everton.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.