SP santos cirurgia H

Cachorro passa por reconstrução facial em hospital veterinário de Santos, SP

Bambam foi encontrado na rua e chegou com a face deformada ao Hospital Veterinário da Unimes.

SP santos cirurgia
Não é apenas o ser humano que pode ser submetido a cirurgias de reconstrução facial. Em Santos, um cão teve a “sorte” de ganhar uma nova expressão após ser operado no Hospital Veterinário da Unimes (Universidade Metropolitana de Santos). 
 
Com a face bem deformada, que incluía a exposição permanente da gengiva, Bambam chegou à instituição, uma referência em atendimento veterinário, trazido por uma motorista particular que o encontrou abandonado dentro de uma tubulação, em Cubatão. 
 
Havia a suspeita que o estrago no cão tenha sido provocado pela explosão de bombinhas, colocadas próximas ou dentro de sua boca. 
 
A operação levou duas horas e o resultado foi considerado ótimo. “Nunca tínhamos realizado uma cirurgia estética. Foi a primeira vez e uma exceção. O procedimento deu muito certo”, destacou a administradora do hospital e médica veterinária, Mariana Araújo.
 
Especialidades 
 
Maria explica que, entre os serviços mais oferecidos à comunidade pelo hospital, estão atendimento ambulatorial de clínica médica e cirúrgica, cirurgias ortopédicas e oncológicas, anestesia de espécimes pequenos, grandes e de animais selvagens, exames laboratoriais, ultra-som, raios-x, eletrocardiograma, quimioterapia, além de atendimento especializado em Cardiologia, Oncologia, Ortopedia, Odontologia e Oftalmologia.
 
Embora seja particular, o hospital oferece serviço com preços diferenciados. Segundo Mariana, os valores dos procedimentos e das consultas são destinados à manutenção dos serviços. No caso de Bambam, a cirurgia foi gratuita, porque a mulher que o havia encontrado não tinha condições de pagar cerca de R$ 2 mil. 
 
Emergências 
 
Uma equipe do Hospital Veterinário da Unimes estará de prontidão neste ano na 11ª edição do Cãominhada da TV Tribuna. Profissionais da instituição atenderão eventuais casos de emergência com cães que não estão acostumados a enfrentar adversidades encontradas durante o passeio, como calor, contato com asfalto e até mesmo com outros animais de diferentes comportamentos.
 
O kit de primeiros-socorros terá soro, cilindros de oxigênio, medicação e um monitor de batimentos cardíacos. A equipe de retaguarda do tradicional evento será formada por cerca de 15 profissionais, além de estudantes da instituição. 
 
“Estamos preparados para atender eventuais ocorrências”, destacou a administradora. 
 
A mais antiga parceira da Cãominhada terá sua tenda posicionada em frente à Rua General Rondon. No local, médicos veterinários orientarão o público sobre a importância do bem estar animal, com enfoque em cinco liberdades (livres de medo e estresse, livres de fome e sede, livres de desconforto, livres de dor e doenças e livres para expressar seu comportamento ambiental). “É uma ótima chance para prestar orientações e falarmos do nosso trabalho no hospital que é realizado com excelência”, afirma.
 
Situado no morro da Nova Cintra, desde 2001, a instituição atende, em média, 450 animais por mês, em sua sede, com 5.400 metros quadrados. Cães e gatos lideram as estatísticas, mas são atendidos também animais selvagens, como cavalos e aves.
 
Evento
 
A 11ª edição do Cãominhada acontece domingo, 5 de julho, das 10h às 14h, entre os canais 4 e 6, em Santos. O evento é uma realização da TV Tribuna, afiliada da Rede Globo da Baixada Santista e Vale do Ribeira. Patrocínio da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes), Porto Seguro e Magnus. Esta edição ainda conta com a parceria do Plano Pet Litoral, ADM do Brasil e Unimed Santos. E apio da Polícia Militar e Guarda Portuária. 

 Fonte: A Tribuna

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.