Cadela que era abusada sexualmente é salva em Camboriú, SC

Cadela que era abusada sexualmente é salva em Camboriú, SC

Um casal de Camboriú resgatou uma cadelinha que vinha sendo abusada sexualmente em uma casa do bairro Areias. O caso aconteceu no sábado e a cadelinha se recupera em uma clínica veterinária de Brusque.

A protetora G.A., 28 anos, conta que ela e o namorado passaram pela rua e viram uma cachorrinha muito judiada. Vizinhos denunciaram onde morava a bichinha.

A protetora foi até o local e encontrou outra cadela gemendo de dor. Ela convenceu o tutor que precisava levar o animal ao veterinário.

G. levou a peludinha até um veterinário e descobriu que, além dos machucados, a suspeita é que o animal era violentado sexualmente.

G. acionou a polícia Militar que foi até a casa e encontrou mais duas cachorras judiadas. A situação, segundo a PM, era precária. Os tutores assinaram um Termo Circunstanciado (TC).
As duas cadelinhas foram levadas à ONG Viva Bicho para receber tratamento. A cadelinha violentada, está internada na clínica em Brusque e deve receber alta nos próximos dias.

Carroceiro depenava casa e maltratava animais

Galo e cavalo estavam muito feridos.

A dona de uma casa que estava sendo demolida em Itapema chamou a polícia Militar. Ela denunciou um carroceiro por furto.

Os policiais chegaram ao local e deram de cara com o D.S.V. Ele usava a carroça para carregar os materiais furtados e tinha um galo na garupa. O bicho tava amarrado e tinha vários ferimentos.
Para piorar a situação, o cavalo estava magro e com sinais de maus tratos.

O grupo de Operações de Resgate foi chamado e confirmou os maus-tratos e disse que o cavalo estava desnutrido. Os animais foram recolhidos pelo grupo e o carroceiro foi levado até a delegacia. Ele responderá por furto e por maus-tratos a animais.

Fonte: Diarinho

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.