Cadela que ficava pendurada pela coleira é resgatada após vídeo viralizar

Animal foi encontrado em uma casa de Palmas. Ele estava amarrado em uma janela e ficava pendurado e conseguia encostar as patas da frente no chão.

4486
Cadela foi vista pendurada por coleira (Foto: Divulgação/TV Anhanguera)
Cadela foi vista pendurada por coleira (Foto: Divulgação/TV Anhanguera)

Após um vídeo viralizar nas redes sociais, uma cadela que sofria maus-tratos foi resgatada. O animal estava em um casa quadra 1.203 Sul, em Palmas, TO. Nas imagens é possível ver que o bichinho estava amarrado em uma janela e fica pendurado, e não conseguia encostar as patas da frente no chão.

O vídeo foi gravado por moradores da quadra, que se indignaram a situação. O caso foi denunciado por uma ONG que foi com a Polícia Ambiental até a casa no último domingo (19). Os donos do imóvel vão responder por maus-tratos de animais. Além de multa de R$ 800, se eles não pagarem, serão incluídos na dívida ativa e também vão responder criminalmente.

“O animal estava em condições degradantes, sem comida nem água e a corrente estava enforcando”, conta o inspetor da Guarda Ambiental Heleno Freitas.

A cadelinha resgatada está morando provisoriamente na casa de Irisnaide Pereira. Ela batizou o animal de Vitória. “Ela estava tão assustada que o policial tirou a corrente e ela se abaixou. A gente ficou tentando pegá-la, passar a mão, mas não deixava. Tremia bastante”, conta.

Vitória tem marcas do machucado provocado pela corrente que era curta. Também tinha carrapato, mas já foi medicada e vai ser consultada com veterinário. Na casa de Irisnaide a cachorrinha está convivendo com outros 12 cães que também foram resgatados e já tem uma nova família em vista.

Vitória foi resgatada após vídeo de maus-tratos viralizar (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Vitória foi resgatada após vídeo de maus-tratos viralizar (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.