Cães abandonados aparecem em velório de mulher que os alimentava na rua

2528
Velorio caes mulher alimentava2 H

Velorio caes mulher alimentava

Foi uma cena de cortar o coração. Esses cães, cabisbaixos, espalhados pelo chão de um velório, com ar de tristeza, apareceram no funeral da mexicana Margarita Suarez, de 71 anos. Ficaram ali a madrugada toda até o momento em que o corpo foi levado para o local da cremação. “Ninguém os levou até lá”, disse, surpresa, Patricia Urrutia, a filha de Margarita.

Velorio caes mulher alimentava2

Segundo a filha de Margarita, Patricia Urrutia, a mãe dela era uma amante dos animais. Cuidava e dava comida para 20 gatos sem dono que apareciam na frente da casa dela e, diariamente, andava pelas ruas da vizinhança para alimentar cachorros em Melida, sul do México.

Velorio caes mulher alimentava3

“De repente, eles começaram a aparecer e entraram na sala onde o corpo da minha mãe estava sendo velado”, contou Patricia.

Velorio caes mulher alimentava4

Vizinhos disseram que eram os mesmos cães que ela costumava dar comida. “São todos cachorros abandonados”, afirmou um deles.

Velorio caes mulher alimentava5

Funcionários disseram que nunca tinham visto os cães por lá. Cogitou-se, entre os presentes ao velório, que eles estavam mesmo prestando uma última homenagem à pessoa que costumava alimentá-los.

Velorio caes mulher alimentava6

Os funcionários da funerária perceberam que os cães estavam ali numa espécie de adeus a Margarita e permitiram que eles ficassem no velório.

Velorio caes mulher alimentava7

Os cães ficaram ali durante toda a noite de 15 de março, data em que Margarita morreu.

Velorio caes mulher alimentava8

Quando o corpo foi levado para ser preparado e transferido para o local de cremação, os cães acompanharam e ficaram, mais uma vez, perto de Margarita.

Velorio caes mulher alimentava9

Chegaram a seguir o cortejo fúnebre até o lugar onde o corpo foi cremado, disse Patricia.

Velorio caes mulher alimentava10

Patricia Urrutia, a filha, conta que a mãe sempre morou em Melida. Mas os últimos quinze dias antes da morte dela ela passou na cidade de Cuernavaca, para ser tratada. Ela não disse do que a mãe morreu.

Velorio caes mulher alimentava11

“Ela não estava bem de saúde e piorou muito no início de março”, contou ao Misiones Online.

Velorio caes mulher alimentava12

“Sempre foi e será reconhecida pela bondade imensa que tinha pelas pessoas e pelos animais”, emociona-se a filha.

“Todos na família ficaram tocados com a presença inesperada dos cães”, disse ela.

Velorio caes mulher alimentava13

Alguns bichos não saíram nem quando o corpo foi retirado dali.

Velorio caes mulher alimentava14

“O velório teve outro momento inacreditável. Um passarinho apareceu por volta das 3 da manhã”, contou. “Filmei a cena. Funcionários da casa funerária ficaram atordoados porque nunca viram algo assim. O passarinho sobrevoou a sala onde estava o corpo de minha mãe e deu umas voltas sobre o caixão dela”.

Velorio caes mulher alimentava15

Uma história semelhante aconteceu em San Donaci, sul da Itália. O pastor alemão, Ciccio, de 12 anos, passou a frequentar diariamente a igreja onde sua tutora, Maria Lochi, foi velada. Ele esteve no velório e no funeral.

Fonte: R7

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.