Campanha ajuda homem que mesmo passando necessidades já acolheu mais de 30 cães de rua em MT

728
Fotos: Divulgação
Fotos: Divulgação

A protetora e voluntária da causa animal, Ananéri Cabral Cassol, iniciou uma campanha para ajudar um senhor que acolhe cães de rua e passa necessidades, na região próxima ao Trevo do Lagarto em Várzea Grande, MT. O senhor Antônio cuida sozinho de mais de 30 cães de rua no terreno onde mora.

Ananéri disse que conheceu a história de Antônio na semana passada, por causa de seu marido, que foi prestar um serviço perto de onde o cuidador mora.

“Meu marido foi fazer um serviço perto e uma pessoa falou pra ele da situação, porque ele ouviu o barulho dos cães, aí meu marido contou e fui lá conhecer ele. Ele fez uma cerca com arame e latas, para que os mais de 30 cães que ele cuida não fujam”, disse a voluntária.

Senhor Antônio veio do interior do Estado há um ano e oito meses, com esperanças de conseguir boas condições de vida na Grande Cuiabá, mas hoje vive passando necessidades.

“Ele fala que mora ali já há um ano e oito meses, porque veio do interior. Disse que alguém falou pra ele vir pra cá, porque era muito bom, e ele veio. Chegou aqui e não era nada disso que imaginava, e agora ele está nesta situação, a casa onde ele se abriga é bem depredada”, disse Ananéri.

Ananéri disse que ele começou a levar os animais para o lugar onde mora porque sentia pena de ver os cães passando necessidade na rua.

“Ele fala que ele ama demais os animais e não aguenta ver eles passando necessidade na rua. Nas andanças que ele faz por Várzea Grande, ele diz que chora muito quando vê um animal nessa situação, aí ele pega e vai levando para seu espaço, e assim ele foi começando a acumular”, explicou a voluntária.

Todos os dias, Antônio sai por Várzea Grande pedindo restos de comida em restaurantes, para levar para os cães. Ananéri disse que a prioridade dele é sempre o bem estar dos cães.

“Ele diz que sai todos os dias por volta das 12h, percorrendo os restaurantes em Várzea Grande pra pedir os restos comida. É um sacrifício que ele faz para alimentar estes animais, porque ele mora pra lá do trevo do lagarto, e muitas vezes não tem dinheiro para pegar um ônibus e sai a pé mesmo para ir nos restaurantes, então ele precisa muito de ajuda”.

A casa onde Antônio se abriga é cercada por um matagal. Em uma ocasião ele já encontrou cobras em sua cama.

“Outro dia ele me falou que é muito amado por Deus, que Deus cuida dele porque ele não pode morrer senão os cachorros ficam sozinhos. Aí ele falou de uma vez que ele foi dormir e tinham duas cobras na cama dele, mas ele viu e conseguiu matar a cobra. Porque o terreno onde ele mora é no meio do mato”, disse Ananéri.

Antônio também faz pequenos serviços, como carpir quintais, para conseguir dinheiro para comprar ração. Apesar de passar necessidade, Ananéri afirma que os cães são todos bem tratados por ele.

“São todos muito bonitos, sem carrapatos, com pelos bonitos, bom peso. Ele contou pra mim que ele usa creolina na água para os cachorros não pegarem carrapatos. São muito bem cuidados, mas ele é sozinho e ele próprio também precisa de muita coisa, comida, roupa, essas coisas. A situação dele é bem difícil, precisa de ajuda, mas ele só pede coisa para os animais, sempre que alguém oferece ajuda ele só pede para os animais”.

Ananéri começou uma campanha para conseguir ração e verba para realizar a castração dos cães, para que eles parem de se reproduzir.

“Já fui lá levar ração, ele até chorou agradecendo. Já levei creolina, vassoura, e ele sempre recebe com muita gratidão. Então eu quero muito ajudar ele, se conseguir pelo menos diminuir a dificuldade castrando os animais, porque tem umas que já estão pra parir os cachorrinhos. Eles se reproduzem ali mesmo, o meu foco de imediato é conseguir verba para castrar estes animais e conseguir ração, que são os mais urgentes”.

A voluntária pede doações para conseguir ração, dinheiro para fazer a castração dos animais, ou oferta da própria castração. Para ajudar o senhor Antônio é só entrar em contato com Ananéri pelo telefone (65) 99286-0151, ir no ponto de coleta de doações que fica na Travessa Governador Pedro Pedrossian, n° 69-A, no Peluxo Banho e Tosa em Várzea Grande, ou fazer depósito no Banco do Brasil, na C/C 32.355-1, Agência 2963-7, no nome de Alan Bruno C Cassol.

As doações ainda podem ser feitas à La Parma Pizzas, instalada na rua Gal Neves, 521 esquina com Tenente Alcides Duarte de Souza, no bairro Duque de Caxias, em Cuiabá. O  ponto de arrecadação funciona de quarta à segunda-feira, das 17h às 22h.

Quem puder ajudar pode entregar ainda as doações no Centro Espírita Irmã Carmelitana de Jesus, que fica na avenida Principal, número 97, bairro Jardim Ubirajara, Cuiabá-MT. O ponto de arrecadação funciona de segundas e terças, das 19h às 21h.

Por Vinicius Mendes

Fonte: Olhar Direto

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.