Animais são abandonados pelas ruas de Mogi das Cruzes e campanha tenta combater esta prática — Foto: TV Diário/Reprodução

Campanha contra o abandono e maus-tratos de animais é realizada em Mogi das Cruzes, SP

Em dezembro, mês que muitas pessoas estão de férias, o número de animais de estimação abandonados pelo município aumenta cerca de 30%. Por conta disso, a vereadora Fernanda Moreno (PV) criou um projeto de lei contra o abandono e maus-tratos de animais em Mogi das Cruzes. A matéria foi aprovada no mês de junho pela Câmara Municipal e entrou em vigor em dezembro.

VÍDEO: Campanha contra os maus-tratos a animais é realizada em Mogi das Cruzes

“Os animais são tratados como seres descartáveis e temos essa campanha para conscientizar as pessoas que não é dessa forma que elas devem agir”, explica a vereadora.

O canil da prefeitura atua com lotação máxima de 70 cães e 30 gatos. A maioria estava na rua e foi resgatado após sofrer algum acidente ou por ser agressivo.

Uma das formas adotadas para combater o abandono dos animais, é evitar a reprodução descontrolada. Por isso, a prefeitura mantém o programa permanentemente de castração gratuita que atende por volta de 600 animais por mês.

Desde 2014, uma lei municipal também prevê a colocação de microchips em todos os animais castrados pelo serviço municipal. “Com o microchip conseguimos saber quem cadastrou o animal, temos dados pessoais e um documento assinado. Ligamos para pessoa e avisamos que o animal foi encontrado”, conta o veterinário Eduardo Sigahi

Segundo a lei de crime ambientais, a pena prevista para quem abandona e mau trata animais é de detenção de três meses a um ano mais multa.

Para mais informações sobre a microchipagem, o telefone do Centro de Controle de Zoonoses de Mogi das Cruzes é 4792-8585. Denúncias podem ser feitas para o 4799-6427.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.