CCZ castra 600 gatos por mês. (Foto: Arquivo Midiamax)

Campo-grandense liga 114 vezes para tentar agendar castração no CCZ

Uma campo-grandense ligou 114 vezes só na manhã desta segunda-feira (21) para tentar agendar a castração de sua gata no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Campo Grande, MS. A agenda do CCZ é aberta todo dia 20 do mês e marca castrações de felinos para o mês seguinte. O serviço funciona apenas por meio de ligação telefônica e é alvo de reclamações dos tutores dos animais.

Só nesta manhã foram mais de 100 ligações, mas Eluana tenta marcar castração desde novembro. (Foto: Whatsapp/Midiamax)
Só nesta manhã foram mais de 100 ligações, mas Eluana tenta marcar castração desde novembro. (Foto: Whatsapp/Midiamax)

A auxiliar social Eluana Bittencourt, de 35 anos, tenta desde novembro agendar a castração de sua gatinha. Só na manhã desta segunda-feira, diz ela, foram 114 ligações e ela não desiste. “São duas linhas disponíveis, eu ligo em uma e se dá ocupado, imediatamente ligo na outra, na esperança de conseguir uma brecha entre as ligações”, conta. A castração não é barata, Eluana pesquisou em clínicas veterinárias particulares e a operação varia de R$ 340 a R$520, além de dois dias de hospedagem para a recuperação dos felinos.

Enquanto não consegue castrar a gata, ela já ‘emprenhou’ e teve cinco filhotes. “Eu doei três gatinhos mas ainda sobraram dois. Eu continuo tentando, não sei se eles tiram do gancho ou se as duas linhas não comportam o número de ligações”, afirma.

“Cuido dela desde novembro, se eles tivessem atendido naquela época, não estaria com os filhotes”, afirma Eluana
“Cuido dela desde novembro, se eles tivessem atendido naquela época, não estaria com os filhotes”, afirma Eluana

A dificuldade de Eluana não é um fato isolado, todos os meses surgem relatos de tutores de animais que sofrem dificuldades para marcar a operação. A criação de um canal online para o agendamento das solicitações de castração é uma ideia antiga da Prefeitura de Campo Grande. Na gestão anterior, em 2015, foi criado o Gesol (Gerenciamento de Solicitações) para atender a demanda, mas a ideia não foi levada a diante e os agendamentos ainda são feitos pelo telefone do CCZ. “Eu gostaria que tivesse um site, assim você teria um número de protocolo, um registro. Eu acho interessante se tivesse um agendamento pela internet”, afirma Eluana.

Segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), já há um estudo sobre alternativas para complementar o atendimento pelo telefone e auxiliar o processo de agendamento. “A linha telefônica não suporta porque temos uma demanda muito grande, mas a gente estuda novas possibilidades, como a implantação de um sistema online. A atual gestão tenta facilitar o acesso da população, mas ainda não há uma previsão porque depende da logística e da questão financeira”, afirma a assessoria.

Serviço

Todos os meses, há a disponibilidade de castração de 600 gatos no CCZ. A agenda é aberta todo dia 20 nos telefones 3314–5000 e 3314-5001. Os animais adotados no Centro de Controle de Zoonoses têm prioridade no atendimento.

Os tutores devem agendar pelo telefone e comparecer com o animal e documentos em mãos no dia da castração. A operação é gratuita, mas os donos podem optar pela implantação de microchip nos animais pelo valor de R$ 15.

Por Mylena Rocha

Fonte: Midiamax

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *