Cão que teve órgão genital mutilado se recupera

O cãozinho Sebastião ficou conhecido em todo o país após seu caso ter sido amplamente divulgado nas redes sociais no início de setembro. O pinscher macho teve sua genitália mutilada para que ele se passasse por uma fêmea quando tinha cerca de vinte dias de vida, com o objetivo de ser vendido por meio do site OLX, que conecta vendedores e compradores de produtos diversos. As fêmeas costumam valer cerca de 30% mais que os machos, porque elas podem dar cria.

Após passar por cirurgia, a melhora de Tião, como é carinhosamente chamado pelos funcionários da clínica veterinária e hotel Clubinho do Pet, em Higienópolis, é notável e bastante animadora.

Ele foi levado ao local às pressas pela compradora, que notou haver algum problema com o cãozinho recém-adquirido, pois ele só chorava e não conseguia urinar.

Filhote de pinscher macho: mutilado para ser vendido como fêmea (Foto: Facebook)
Filhote de pinscher macho: mutilado para ser vendido como fêmea (Foto: Facebook)

“Quando o animal chegou até nós, estava com dor, prostrado. Ao analisar a ferida, constatamos que ele sofreu uma mutilação no prepúcio, na região do pênis. A vendedora deve ter feito isso porque prometeu entregar uma fêmea, mas só tinha machos disponíveis”, contou a sócia da pet shop à reportagem de VEJA SÃO PAULO na época. Ela preferiu não se identificar

Os cirurgiões da clínica imediatamente fizeram uma abertura cirúrgica para que Tião conseguisse urinar normalmente.

Em postagem recente no Facebook, a Clubinho do Pet tranquilizou a todos que buscavam notícias sobre o estado de saúde de Tião:

“Oi pessoal! Vim mostrar pra vocês como eu tô cada dia mais espertinho! Cabô papinha, agora só quero saber de ração seca e aguinha. Já tenho 465 gramas, acreditam?!”, diz a publicação, acompanhada de um vídeo que mostra o bichinho se alimentando:

Página da Clubinho do Pet: relatórios diários para mostrar a evolução do estado de saúde de Tião (Foto: Facebook)
Página da Clubinho do Pet: relatórios diários para mostrar a evolução do estado de saúde de Tião (Foto: Facebook)

O filhote completou 40 dias de vida e está com o dobro do peso que tinha quando recebeu os primeiros cuidados médicos.

E as boas notícias não pararam por aí:

“Hoje o tio cirurgião me examinou e ficou muito feliz com meu crescimento e com a aparência do meu pipi. Os dois tios que me examinaram acham melhor esperar eu crescer mais um pouco para que a próxima cirurgia tenha mais chances de sucesso e para que eu corra menos riscos. Até lá as tias do Clubinho continuam me mimando e enchendo minha pancinha!”

A clínica informou que a tutora de Tião o deixou para ser cuidado integralmente pela equipe, pois ela não teria condições para arcar com os cuidados que o animal necessita.

Por Andreza Monteiro

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.