Casal é impedido de embarcar com cadela e animal morre de frio em aeroporto russo

Casal é impedido de embarcar com cadela e animal morre de frio em aeroporto russo

Uma cadela morreu devido ao frio depois de os tutores a terem abandonado à porta de um aeroporto na Rússia. Oksana e Alexander Urusov foram impedidos de embarcar com o animal, após lhes ter sido dito no aeroporto de Koltsovo que ambos não tinham preenchido os papéis necessários para o animal também viajar.

Contudo, ao invés de tentarem arranjar um solução, Alexander levou Tori para fora do terminal e deixou-a ao relento. Três dias depois, Tori foi encontrada morta numa zona pouco movimentada do aeroporto.

Depois de regressarem a Hamburgo, na Alemanha, conta o Metro que o casal deu a cadela como desaparecida. “Estamos à procura da nossa pequena cadela. As nossas crianças não conseguem parar de chorar. Podem ajudar-nos por favor? Podemos pagar a quem a encontrar”, terão dito.

O porta-voz do aeroporto criticou a atitude dos tutores, principalmente por estes não terem pedido ajuda. “Se pelo menos soubéssemos do problema, o animal ainda estaria vivo”, explicou.

Quando impediram a família de levar o animal, os funcionários terão dado como opção ao casal deixarem a cadela com amigos ou adiarem o voo para o dia seguinte, de modo a que assim conseguissem preencher a documentação necessária.

Existe já uma petição que conta com sete mil assinaturas, onde é pedido que o casal responda perante a justiça.

Por Inês Esparteiro Araújo

Fonte: Notícias ao Minuto / mantida a grafia lusitana original


Nota do Olhar Animal: A matéria original não indica o link para a petição, tão pouco se ela é virtual.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.