Ilustração de Débora Pires

Abiertas las inscripciones para la 2ª edición de la Artevista: ‘Cazar animal no está bien’

Están abiertas las inscripciones para la 2ª Artevista – Arte en Defensa de los Animales | Dibujo y Pintura, promovida por la ONG Olhar Animal con el apoyo del MICA – Movimento Infanto-juvenil Crescendo com Arte. El objetivo es estimular el respeto a los intereses de los animales no humanos y la acción en defensa de esos seres, incentivando a los niños y adolescentes a expresar, por la vía artística, su sensibilidad y conciencia sobre el asunto.

Ilustração de Débora Pires

Entries now open for Artevista 2nd Edition: ‘Hunting is not cool’

Entries are now open for the 2nd Artevista – Art in defense of animals | Drawing and Painting contest, promoted by Olhar Animal, a non-profit organization, with support from MICA – Movimento Infanto-juvenil Crescendo com Arte. The main goal is to stimulate the respect towards nonhuman animal interests and the action in defense of these beings by inviting kids and teens to express artistically their sensitivity and awareness about this issue.  

Ilustração de Débora Pires

Abertas as inscrições para a 2ª edição da Artevista: ‘Caçar animal não é legal’

Estão abertas as inscrições para a ‘2ª Artevista – Arte em Defesa dos Animais | Desenho e Pintura‘, promovida pela ONG Olhar Animal com o apoio do MICA – Movimento Infanto-juvenil Crescendo com Arte. O objetivo é estimular o respeito aos interesses dos animais não humanos e a ação em defesa desses seres, incentivando crianças e adolescentes a expressar, pela via artística, sua sensibilidade e consciência sobre o assunto. 

Aluno de 9 anos é premiado em projeto pioneiro da ONG Olhar Animal

Um aluno de Extrema foi selecionado, entre inscritos do Brasil e do exterior, e premiado na “1ª Artevista – Arte em Defesa dos Animais”, promovida pela ONG Olhar Animal, com o objetivo de estimular a defesa e respeito aos animais, incentivando crianças e adolescentes a expressarem, por meio da arte (desenho e pintura), sua consciência e opinião sobre o assunto. Vinícius Henrique Santos Pereira, de nove anos, estuda em Extrema e mora em Camanducaia com sua família. Ele teve seu trabalho selecionado pela comissão julgadora juntamente com outros 10 alunos, de Piracicaba/SP, Campinas/SP, Porto Alegre/RS, Dongguan/China, Maringá/PR e Florianópolis/SC.