Thor morreu após ser baleado pelo sargento da PM (Foto: Arquivo pessoal)

Policial militar é acusado de matar cachorro a tiro em Ceilândia, DF

Sargento da PM alega defesa contra ataque do cachorro, mas a tutora do animal contesta a versão. O bicho morreu após atendimento veterinário

Um sargento de 41 anos da Polícia Militar atirou contra um cachorro da raça pitbull, chamado Thor, na QNO 5, no Setor O, em Ceilândia. O militar alega que o animal teria atacado o cão dele e, por isso, precisou disparar a arma.

Cavalo sofre maus-tratos pelo tutor e morre em rua do Gama, DF; moradora se revolta, pediu socorro a vários órgãos do Governo, mas nada conseguiu; vídeo

O cavalo morreu em plena rua da Quadra 4 do Setor Oeste do Gama. Eram 16 horas desta sexta (15/6), quando a moradora, ao passar pelo local, se indignou com a postura do cavaleiro que, ao ver o animal cair de exausto e como se tivesse tendo um ataque cardíaco, pois vinha de muito longe —do curral do Núcleo Bandeirante— avançou sobre o bicho e o surrou. A moradora protestou, mas nada adiantou.