Tratamento para leishmaniose é eficiente, mas ainda é caro para maioria

Tratamento para leishmaniose é eficiente, mas ainda é caro para maioria

População ainda sofre com animais doentes e se preocupa com mortes.

A Leishmaniose Visceral é uma doença ainda sem cura para os animais e que infecta pessoas por meio da picada do flebotomíneo, o mosquito-palha. Em Campo Grande, já foram registradas três mortes por leishmaniose neste ano. No começo deste mês, o maquiador Josimar Pereira Madeira, 31 anos, morreu após contrair a doença. O óbito ainda está sob investigação e não entrou nas estatísticas oficiais da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).