As pessoas ficam chocadas com os animais mortos nos oceanos, mas não alteram comportamentos

As pessoas ficam chocadas com os animais mortos nos oceanos, mas não alteram comportamentos

“Habituámo-nos a viver de uma forma que não é amiga do ambiente e no futuro vai trazer consequências, nomeadamente na saúde pública, e não é no futuro longínquo porque a quantidade de plástico nos oceanos já é enorme”, disse à agência Lusa Isabel Domingos, do Departamento de Biologia Animal da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (Ciências ULisboa) e investigadora do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente.

Ibama identifica 1.277 animais silvestres oferecidos por perfis no Facebook

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), junto com as polícias Federal, Civil e Ambiental, começou nesta terça-feira, 5, Dia Mundial do Meio Ambiente, a Operação Teia em 15 Estados para combater o tráfico ilegal de animais feito principalmente por vendas via redes sociais.