Crimes – Página: 423 – Olhar Animal
PA ruropolis cachorro 10 thumb

Homem é autuado por arrastar e espancar cachorro de vizinha, no PA

Cachorro foi arrastado por cerca de 200 metros e jogado dentro de buraco. Olho esquerdo do animal saiu do globo ocular.

PA ruropolis cachorro 10

Um homem foi autuado nesta terça-feira (2), em Rurópolis, sudoeste do Pará, por maus-tratos contra animais domésticos. Segundo a polícia, ele teria arrastado e espancado o cachorro da vizinha, que desapareceu e foi encontrado gravemente machucado dentro de um buraco. O crime prevê pena de três meses a um ano de prisão.

PA ruropolis cachorro 4O caso ocorreu na zona urbana do município. A Polícia Civil compareceu ao local após diversas denúncias, inclusive da dona do animal, a vendedora Leiliane Araújo Melo, 20 anos, que relatou que um vizinho teria arrastado seu cão de estimação pela rua e, após tê-lo espancado, teria jogado o animal em uma vala nas margens da BR-163.

De acordo com o depoimento de Leiliane, o animal sumiu na noite de domingo (31), e vizinhos denunciaram o suspeito. Na mesma noite, o animal foi encontrado bastante ferido e sangrando, com um dos olhos gravemente machucado e fora do globo ocular. Um parente de Leiliane entrou no buraco de seis metros de profundidade, onde o cachorro estava, e conseguiu resgatá-lo.

Debilitado e faminto, o cachorro, chamado “Fera”, recebeu medicação veterinária. “Investigamos a participação de uma segunda pessoa no caso”, destacou o investigador Hércules dos Santos. Segundo o policial, o animal foi arrastado pela rua por duzentos metros.

De acordo com o delegado de Rurópolis, Ariosnaldo da Silva Vital Filho, durante depoimento, o suspeito mesmo confessou o crime, afirmando que se tratava de cachorro de rua que costumava atacar as pessoas. Contudo, a proprietária desmentiu a alegação, e afirmou que o animal é manso, e que não há relatos de ataques ou queixas de outros vizinhos, pelo contrário, eles ficaram indignados com o crime e a incentivaram a denunciar a polícia local.

PA ruropolis cachorro 3

Fonte: G1

SP lins maustratossilvestres03l thumb

Polícia Ambiental flagra animais em maus-tratos em Lins, SP

Por Vítor Peruch

Na manhã desta terça-feira (2), a Policia Militar (PM) Ambiental localizarou pássaros silvestres e um jabuti em situação de maus-tratos no bairro Parque das Américas, em Lins (102 quilômetros de Bauru).

Segundo informações obtidas com a PM Ambiental, após uma denúncia que mencionava animais silvestres em cativeiro no interior de uma residência, a equipe se deslocou até uma casa do bairro, e após serem recebidos pelo proprietário, foram localizados sete pássaros da fauna silvestre em cativeiro, sendo dois canários-da-terra, dois bigodinhos e três coleirinhos-papa-capim.

Os pássaros se encontravam em ambiente inadequado, sem alimentação, em gaiolas com grande quantidade de fezes, além de um jabuti na mesma situação, caracterizando a situação de maus-tratos.

Os pássaros e o jabuti não possuíam autorização para manutenção em cativeiro, e diante da situação, o proprietário dos animais, um pintor de 33 anos, foi conduzido a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Lins, onde foi autuado em flagrante pelo crime ambiental de manutenção de animais em cativeiro sem autorização dos órgãos ambientais e pelo crime de maus-tratos em animais silvestres.

A Polícia Ambiental aplicou ainda Auto de Infração Ambiental no infrator pelo ato de maus-tratos no valor de R$ 24.000,00 sendo que a multa neste caso é de R$ 3.000,00 por animal.

Após registro de boletim de ocorrência na CPJ de Lins, o infrator foi liberado e responderá processo criminal em liberdade.

SP lins maustratossilvestres03l

Fonte: JC Net

PR curitiba abandonocao thumb1

Cão é abandonado, corre atrás do tutor e quase é atropelado; assista

Animal foi deixado em frente ao Hospital Veterinário de Curitiba. Cerca de 13 mil animais estão abandonados nas ruas, diz prefeitura.

PR curitiba abandonocao

Uma funcionária do Hospital Veterinário de Curitiba flagrou o momento em que um cão foi abandonado por um motorista em frente ao local. No vídeo, é possível ver o momento em que o cão é deixado no pátio de estacionamento. O cão tenta correr atrás do veículo na tentativa de alcançar o tutor e quase é atropelado pelos carros que passam pela rua. De acordo com o hospital, alguns veterinários correram para tentar resgatar o animal, mas ele não foi encontrado. Assista ao vídeo.

Conforme um levantamento divulgado pela Prefeitura de Curitiba, mesmo sendo crime previsto em lei, a situação de abandono é recorrente na capital e cerca de 13 mil vivem soltos nas ruas.

Em uma outra situação de abandono registrada em Curitiba, um homem deixou três filhotes em frente a uma escola de adestramento, no bairro Bacacheri. A caixa estava lacrada, e os animais, que foram acolhidos pelos donos do local, estavam desnutridos. “Além disso, eles estavam infestados de pulga. Nós tivemos que castrar, vacinar e oferecer vitaminas para que eles pudessem retomar a saúde”, conta Izabella Pereira. Após o tratamento, os cães foram disponibilizados para doação.

Abandonar ou maltratar animais é crime ambiental previsto na Lei Federal nº. 9.605. A ação pode gerar detenção de três meses a um ano. Em Curitiba, as denúncias podem ser feitas através do 156.

Acolhimento

As atividades de recolhimento indiscriminado de animais, que era conhecida como “carrocinha”, estão extintas na capital desde 2005. Atualmente, existe apenas o recolhimento de cães de grande porte e ferozes, que podem apresentar riscos à população. O projeto é coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Guarda Municipal.
Mutirões para microchipagem e atualização de vacinas também são feitos gratuitamente pela prefeitura em parceria com a Faculdade Evangélica na capital. A ação é realizada a cada dois meses.

Fonte: G1

DF aguasclaras caojanela54 thumb

Cachorro é colocado entre janela e tela de proteção de apartamento no DF

Caso aconteceu na última sexta-feira (29) em Águas Claras; veja vídeo. Cão latia e arranhava janela; síndico ajudou a colocá-lo em apartamento.

DF aguasclaras caojanela54

Um cachorro ficou preso em um pequeno espaço entre a janela e uma tela de proteção, no segundo andar de um prédio em Águas Claras, no Distrito Federal, na sexta-feira (29). Segundo testemunhas, a tutora do cão foi quem o colocou ali. O G1 não conseguiu contato com ela.

Um vídeo feito por uma funcionária de um pet shop e clínica veterinária que funciona no térreo do prédio mostra o cão latindo e tentando entrar no imóvel. “Ela sempre faz isso. Ela simplesmente saiu e deixou o cachorro lá”, afirma a assistente de veterinária Paula Gabrielle Dias de Melo Martins.

As imagens foram feitas por volta das 11h e mostram o cachorro latindo o tempo todo. Ele tenta achar um jeito de entrar, fica arranhando o vidro da janela e anda de um lado para o outro. Uma mulher, que mora no andar de cima, aparece para olhar a cena (veja vídeo). Segundo Paula, ela tenta dar um osso para o cão, mas ele não aceita.

O cachorro é um yorkshire e se chama Mike, de acordo com a funcionária da clínica. Ela diz que a tutora era cliente do pet shop quando o estabelecimento funcionava em outro lugar, também em Águas Claras, há cerca de um ano e meio.

“Foi uma vizinha, que mora no andar de cima, que disse que ela sempre faz isso. Não é a primeira vez. Ela tentou dar um osso para o cachorro, por uma cordinha, mas ele nem quis, estava assustado”, afirma.

A funcionária disse que o síndico do prédio utilizou uma escada para tentar socorrer o cão. “Ele conseguiu abrir a janela, e o Mike entrou”, diz Paula.

Denúncia

O delegado Paulo Henrique Almeida, da Divisão de Comunicação da Polícia Civil, diz que o caso do cachorro Mike não foi registrado em delegacia. A corporação afirma que estimula as denúncias e o registro de ocorrências de maus-tratos a animais.

“Caso de abuso, maus-tratos, é crime, com pena de três meses a um ano [de prisão]. Se o animal vier a morrer, essa pena pode ser aumentada em um sexto a um terço”, diz. Ele orienta a população a denunciar casos do tipo nas delegacias, pela internet, pelo telefone 197 ou por WhatsApp (8626-1197).

Fonte: G1

MG oliveira passaros oliveira

Pássaros da fauna silvestre são apreendidos em Oliveira, MG

Pai e filho foram encontrados com animais. As aves passaram por avaliação e foram libertadas.

Dois homens, pai e filho, foram presos na sexta-feira (29), em Oliveira, após serem encontrados com pássaros da fauna silvestre. De acordo com a Polícia Militar de Meio Ambiente (PMMA), os animais apresentavam violação de anilhas. Durante a fiscalização, foram encontrados seis trinca-ferros e um tico-tico mantidos em gaiolas.

Ainda de acordo com a polícia, o pai é registrado no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Os pássaros passaram por inspeção sanitária e foram considerados com boas condições para soltura. As anilhas foram retiradas e os animais libertados. Os suspeitos foram presos em flagrante e encaminhados para a delegacia.

Fonte: G1

Macaé, RJ, divulga balanço de aves silvestres resgatadas no mês

Guarda Ambiental resgatou animais em condições de risco. Captura e cárcere de animais de forma irregular é crime ambiental.

A Guarda Ambiental de Macaé, no interior do Rio, divulgou um balanço de resgatadas de aves silvestres por toda a cidade no mês de agosto. Segundo o órgão, foram apreendidos 33 animais que estavam em áreas irregulares, em cárcere. Alguns, segundo o levantamento estavam em estado de abandono, de risco.

De acordo com o Coordenador de Fauna da Secretaria de Meio Ambiente, Fernando Barreto, 19 destas aves foram capturadas através de denúncias anônimas. Entre as aves resgatadas estavam espécies de trinca-ferros, pichanchões e tiês-sangue, classificados como de alto risco de extinção. Além desses, foram resgatados tucano, araçari, curió, coleiros, saíra, tico-tico, canário da terra, cigarra, tiziu e coruja.

“Animais que sofrem maus-tratos e mantidos em cativeiros clandestinos, são encontrados em sua maioria na área urbana da cidade. É importante que a população colabore, denunciando quando avistar animal silvestre desorientado tanto no seu habitat natural ou em área urbana, principalmente se estiver ferido ou doente. E também é preciso tomar ciência do cuidado que temos com os animais. A parceria entre órgãos responsáveis e cidadãos aprimoram nossas ações efetivas de trabalho”, ressalta Fernando Barreto.

Após serem resgatados pela Guarda Ambiental e pelos fiscais da Sema, os animais são encaminhados à sede da Secretaria de Ambiente e recebem cuidados específicos. São examinados e tratados por veterinários e biólogos, e ficam de quarentena em observação. Ao fim desse processo, são reabilitados e soltos no seu habitat natural, que varia de acordo com a espécie.

A orientação da Secretaria de Ambiente é que no caso de encontro de qualquer animal ferido, preso ou desorientado, as pessoas devem imediatamente comunicar a Guarda Ambiental pelo telefone (22) 99101-9770 ou com a Secretaria de Ambiente: (22) 2762 4802.

Fonte: G1

MS saogabriel cadelatiros140830123459001 thumb

Caso de maus-tratos contra animais causa indignação em São Gabriel do Oeste, MS

MS saogabriel cadelatiros140830123459001Um caso de maus-tratos contra animais foi flagrado nesta semana em São Gabriel do Oeste, causando indignação na população local, onde uma cadela da raça Pitbull foi encontrada por um morador jogada no lixão do município, onde o animal estava dentro de uma sacola plástica com duas perfurações em sua cabeça, provenientes tiros de arma de fogo.

Depois de encontrada, a cadela de porte médio, foi levada até uma clínica veterinária do município para receber o devido atendimento médico, porém mesmo após muitas tentativas de salvamento, o animal acabou morrendo no local em razão da gravidade dos ferimentos.

A suspeita é que a cadela estaria com Cinomose e por conta da suspeita da doença, o dono do animal teria tentado sacrificá-lo, atirando contra o mesmo e a jogando ainda com vida e agoniando no lixão, para morrer com sofrimento.

Depois de divulgado nas redes sociais (facebook), o caso gerou indignação na população local, gerando até na manhã deste sábado (30), mais de 80 compartilhamentos das fotos e vídeo do animal e diversos comentários de repúdio contra o autor dos maus tratos na Pitbull.

“Hoje mais um anjinho de patas se foi… e sabem por que? Por que teve um ser IMUNDO que fez isso que está nas fotos… É gente, percebendo que a cadela estava doente ao invés de tratar não, deu DOIS TIROS na cabeça dela… e colocou ela dentro de um saco de lixo e jogou no lixão. Ai teve uma boa alma que achou, levou pra nossa querida vet. da Anjos de Patas, que tentou salvá-las, mas infelizmente não deu. Isso aconteceu aqui em SGO. Ai nos perguntam por que ajudamos os animais? Porque tem muito mais pessoas para fazer o MAL pra eles”. Comentou uma das usuárias, revoltada com a situação.

“Quem fez isso tem que pagar e aqui é uma cidade pequena temos condições de descobrir… Se você conhece alguém que tem uma cadela com essas características e de repente esse animal sumiu, nos avise, manteremos sigilo sobre quem denunciou e vamos investigar.” Comentou outra usuária, que é uma das lutadoras das causas dos animais no município.

Quem tiver alguma informação que possa levar ao autor deste crime de crueldade contra animais pode denunciá-lo, procurando a Ong Anjos de Patas, onde a identidade do denunciante será mantida em sigilo ou na Polícia Militar Ambiental (PMA), através do telefone 67.3295.3094.

Vídeo da cadela ainda viva

Fonte: Idest

PR toledo 463728cao 1 thumb

Novos casos de maus-tratos de animais são registrados em Toledo, PR

PR toledo 463728cao 1

Nesta semana, a Coordenação de Defesa e Proteção aos Animais, Associação Focinhos Carentes de Toledo (Afocato) e a Polícia Civil atenderam mais duas graves ocorrências de maus-tratos de animais. Nas duas situações, os cachorros estavam abandonados e com muitos ferimentos.

“Recebemos uma denúncia de que dois cachorros estavam abandonados em uma empresa, em Toledo. Acionamos a Afocato e a Polícia Civil para irmos verificar a situação”, relatou a coordenadora da Defesa de Proteção Animal Maria Lucia Gollmann. “Quando chegamos ao local fiquei chocada com o estado de uma fêmea. Ela estava muito debilitada”.

Segundo Maria Lucia, os animais estavam fechados na empresa, sem um local adequado para abrigá-los e adoecidos. “Os animais foram recolhidos e encaminhados a uma clínica veterinária para receberem os tratamentos necessários”, comentou a coordenadora ao avaliar como inadmissível o comportamento das pessoas que mal tratam os animais.

INTIMAÇÃO

A investigadora da PC e integrante do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais Rosangela Zanetti explicou que assim que a PC recebe a denúncia, desloca-se até o local para averiguar os fatos. A ocorrência é repassada ao Ministério Público e o promotor determina o recolhimento do animal. O dono é intimado e após ser ouvido pelo escrivão é emitido o Termo que é encaminhado ao Fórum.

“No caso dos cachorros abandonados na empresa, os donos já foram identificados e intimados. Depois de serem ouvidos daremos sequência aos procedimentos cabíveis”, relatou Rosangela. “Já a outra ocorrência grave atendida nesta semana foi em uma residência na Vila Paulista. A cachorra estava em um local que não oferecia condições apropriadas para acolher o animal, além disso, ela estava doente”.

DENÚNCIAS

No ano passado, foram registrados 15 boletins de ocorrência. No primeiro semestre de 2014, oito situações foram atendidas pelos policiais. Rosângela também destacou a importância das denúncias. Ela salientou que nos últimos dias o número de casos de maus tratos e abandono aumentou, isso graças à participação das pessoas que não aceitam este tipo de crime.

Fonte: Jornal do Oeste

PR ibipora CP330094 thumb

Ministério Público deve receber denúncia de maus-tratos de animais em Ibiporã

PR ibipora CP330094O Ministério Público de Ibiporã deve receber um relatório informando sobre as condições em que cerca de 20 cães foram encontrados em uma chácara situada no Recanto Tibagi. A Polícia Militar de Ibiporã, a ONG Carlos Galera, representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e agentes da Vigilância Sanitária estiveram no local para apurar uma denúncia de maus-tratos.

Os animais estavam presos em uma casa improvisada como abrigo. No local foram encontrados potes com ração, porém, a comida estava relativamente em pouca quantidade. A mesma constatação foi feita com a água disponibilizada aos animais. A maioria com raça definida, os cães aparentemente não possuíam lesões físicas, porém, estavam em locais com muitas fezes e urinas.

Na chácara também foram encontradas gaiolas provavelmente utilizadas para confinar os animais. Alguns deles estavam presos em cercados com o espaço reduzido. Em entrevista, o diretor de Meio Ambiente da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Diógenes Magri contou que um relatório será encaminhado ao MP, que irá analisar o caso de decidir sobre o futuro dos cães.

“Será feito um relatório, que será encaminhado ao Ministério Público, e a promotoria deverá encaminhar o caso à Justiça, que irá decidir o que será feito com esses animais”, contou Diógenes. Os cachorros poderão ser encaminhados para adoção, porém, ainda não há nenhuma determinação. A identidade do responsável pela chácara ainda é apurada e o caso poderá se estender por um tempo.

Fonte: Agência Tudo Ibiporã

Homem é acusado de estuprar cadela em SC

Caso ocorreu nas dunas da Ponta da Barra, em Laguna.

A Delegacia de Polícia de Laguna investiga um homem suspeito de ter cometido um estupro contra uma cadela vira-lata na Ponta da Barra. O fato teria ocorrido na última quarta-feira, dia 27, nas dunas da praia. A DP foi informada sobre o ocorrido através de uma denúncia anônima. O denunciante relatou o caso e contou que um sufista estava no local e também avistou o estupro.

Segundo o delegado responsável pela ocorrência, Flávio Costa Gorla, o suspeito foi identificado e ouvido. “Ele negou a autoria do crime. Queremos localizar o surfista, que flagrou o fato para obtermos mais informações sobre o caso”, comenta.

Um laudo realizado por um médico veterinário confirmou a violência na cachorra. A dona do animal levou fotos e o laudo na delegacia, que instaurou um inquérito policial para apurar os fatos. O homem teria utilizado seu órgão genital na prática do estupro e nenhum objeto.

Fonte: Engeplus