perfil sonia

Homo e transfobia disfarçadas de compaixão humanitária

Rolando pelos perfis a foto com as cores do arco-íris, postada pela Casa Branca em reconhecimento pela aprovação do casamento entre pessoas que se amam e têm prazer na companhia uma da outra, sem restringir tal felicidade à oposição genital.
perfil sonia

A religião do prato

A religião mais fascista do mundo é a do prato animalizado, porque defende a vida de uns poucos cinco bilhões de humanos que comem animais e condena uns 70 bilhões desses à morte, a cada ano. Do dogma religioso do consumo de sangue, sim, carne, leite e ovos são matérias hematogênicas, feitas com sangue, não há Papa que tenha se abstido até a presente data, nem sacerdotes, desde os tempos de Davi, nem bispos de qualquer credo, nem fiéis de qualquer tonalidade sacral.
perfil sonia

De sangue e de indignação

Pareceu estranho, na postagem anterior [A religião do prato] considerar que leite é sangue? Então explico um pouco mais. A carne é formada por sangue. Quem come carnes come sangues. Todos os componentes que estão no leite materno estavam no sangue que passava do corpo da mãe animal para o cordão umbilical enquanto o feto estava no útero e suas carnes se formavam.
perfil sonia

Sacrifício ou sacrilégio?

Quando um humano mata outro, chamamos de homicídio. Se a morte foi intencional preferimos chamar de assassinato. Quando matamos um cão não damos nenhum nome ao nosso ato. O mesmo vale para matar um porco, uma galinha, uma ovelha, uma vaca, um cavalo, um rato.
perfil sonia

O que quer dizer bem-estarismo animalista?

Quer dizer que se alguém trata bem um animal, mesmo que tratar qualquer animal já seja um manejo não natural e pressuponha interferência e domínio sobre o corpo dele, então a pessoa pode usá-lo, explorá-lo e matá-lo, compensando, assim, com o 'abate humanitário', o grande trabalho que teve para manter o corpo do animal em condições de uso e consumo futuro das carnes dele.
perfil sonia

Todos os animais se comunicam, nós é que somos embotados demais para entendê-los!

Uma entrevista dada pelo astrofísico Dr. Neil deGrasse Tyson, sobre a limitação da inteligência humana especista e antropocêntrica, sobre a comunicação interespécie, empatia e a sugestão de que zoológicos virtuais funcionam muito bem para firmar nas crianças a empatia por todas as formas de linguagem animal, sem especismos eletivos ou elitistas.
perfil sonia

Morte humanitária? Onde, mesmo? Nem aqui, nem lá!

Só existem matadores de animais porque existem comedores de carnes. Quem é mais responsável por essa matança? Se não houver mais demanda por carne, essa vileza humana acaba em uma semana. E carnes com selo de qualidade não diferem dessas sem selo, o animal padece igual, sente igual e morre igual. Não adianta querer aliviar o peso da consciência. Se é carnista, faz parte disso tudo aí.
 
perfil sonia

Lei reducionista, migalhas para os animais!

Mais uma vez, textos reducionistas se fazendo passar por abolicionistas. Se lermos exatamente o texto da Lei 1352/2014 aprovada dia 26/3/15 na Câmara de Vereadores de Florianópolis, veremos que...
perfil sonia

Xenoespecismo

Essa palavra formei no ano passado, juntando duas outras: xenofobia e especismo, para poder designar as reações iradas das pessoas formadas nas culturas ocidentais que se revoltam e xingam outras pessoas não criadas no ocidente, por conta de essas abaterem para comer animais beijados e acariciados aqui em nosso país, ou deste lado do mundo ocidental: cães e gatos. 
perfil sonia

Do espírito à letra da lei, para além do xenoespecismo

Propor um texto de lei para assegurar direitos fundamentais aos animais não humanos é tarefa tão ou ainda mais complexa quanto a de redigir uma lei para garantir novos, ou redesenhar antigos direitos humanos. Por um lado, o texto precisa ser claro para que os interesses a serem assegurados possam ser aceitos e respeitados. Por outro lado, o espírito desse texto deve expressar o direito do sujeito de modo universal, geral, imparcial e final.
 
perfil sonia

Antropocentrismo: respeito pelo próprio umbigo

Nos diálogos entre pessoas que assumem a ética abolicionista vegana e atuam na defesa dos direitos animais sempre há não veganas pessoas que se queixam de que as pessoas veganas "dão mais importância aos animais do que aos humanos, tratam melhor os animais" do que tratam a elas, as não veganas, quando mostram a barbárie do consumo de derivados animais.
- Apoio -

Petições

Últimas notícias

Divulgado vídeo de brutais maus-tratos que recebem os cães resgatados no terremoto no México

Divulgado vídeo de brutais maus-tratos que recebem os cães resgatados no terremoto no México

O dia 19 de setembro de 2017 é uma data que os mexicanos sempre terão presente. Foi um dia em que muitos perderam tudo....
Cobra foi esfaqueada após comer galinha em Bauru (Foto: Zoológico de Bauru/Divulgação)

Sucuri que levou 60 pontos após ser esfaqueada por comer galinha passa bem depois...

cobra sucuri verde que foi esfaqueada após comer uma galinha em uma chácara na zona rural de Bauru (SP) levou 60 pontos e está...
Foto: Hugo Leal/JPNEWS

Comerciantes colocam potes de água e ração em calçada para cães abandonados

Potes de água fresca e ração à vontade para os cachorros que vivem nas ruas do Centro de Três Lagoas, MS. A cena é...

Redes sociais

91,884FãsCurtir
511SeguidoresSeguir
783SeguidoresSeguir
7,664SeguidoresSeguir

Visite o site