SE barradoscoqueiros ambiental-150x150 thumb

PM desativa rinha de galo que funcionava em chácara na Barra dos Coqueiros, SE

SE barradoscoqueiros ambiental-150x150

A Polícia Militar de Sergipe, através do Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb), desativou na tarde desse domingo, 28, uma rinha de galo que funcionava em uma chácara situada no município de Barra dos Coqueiros, região metropolitana de Aracaju. No local, foram apreendidos sete galos.

A ação ocorreu pelas 13h, quando uma equipe do PPAmb, composta pelo sargento Serra e soldados Estácio e Rejane, foi acionada pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), a fim de averiguar uma suposta existência de rinha de galo que estaria funcionando em uma residência situada na Rua São Francisco, no referido município.

Ao chegar ao local indicado, os militares observaram que na propriedade indicada (uma chácara), havia sido construída toda uma estrutura de alvenaria exatamente para funcionar como rinha de galo, tendo, inclusive, um compartimento para cada animal, onde os mesmos ficavam confinados, aguardando os combates.

Na abordagem, foram flagradas cerca de trinta pessoas no local, sendo que algumas vieram de outros municípios. Em conversa inicial com o proprietário dos animais, este alegou que apenas criava galos de raça, mas posteriormente confessou que promovia os torneios de rinha de galos como tradição cultural.

No local a guarnição apreendeu cerca de sete galos, sendo um bastante mutilado em decorrência dos embates com outro animal, além de uma balança digital, cinco tesouras, uma quantidade em dinheiro fruto da aposta, uma seringa e vários medicamentos de uso veterinário.

Ante o exposto, foram conduzidos à Delegacia Plantonista o proprietário do local, além de mais duas pessoas que no momento da ação, tinham os seus animais se digladiando.

SE barradoscoqueiros ambiental2-150x150

Fonte: Polícia Militar de Sergipe

AL traipu 34afe07ccf6 thumb

Polícia acaba com rinha de galo em Traipu, AL

Os denunciantes relataram que os animais eram maltratados e que a pratica acontecera frequentemente.

AL traipu 34afe07ccf6

Após receber denuncia, o Pelotão de Operações Policiais Especiais (Pelopes) junto com os policiais do Grupamento de Polícia Militar (GPM) de Traipu fechou uma rinha de Galo e prendeu duas pessoas, que foram detidas no local, estando de posse de esparadrapos, além de três tipos de medicamentos veterinários e esporas artificiais.

Um dos suspeitos estava com a quantia de R$ 250,00 e o outro com R$ 302,00 sendo o dinheiro supostamente das apostas. Muitas pessoas estavam nas proximidades e com a chegada da PM saíram aos poucos, duas testemunhas também foram conduzidas a Central de Polícia em Arapiraca onde o flagrante foi lavrado.

Na operação 25 galos foram apreendidos, sendo que um já estava morto. Os denunciantes relataram que os animais eram maltratados e que a pratica acontecera frequentemente.

Fonte: Rota do Sertão / Blog do Jônatas Traipu

 

GO aparecida caes6537 thumb

Após maus-tratos, pit bull é adotado por família em Aparecida de Goiânia, GO

Por Luísa Gomes

Cachorro de nome Guardião foi um dos 57 resgatados de antigo canil. Candidatos a adoção são avaliados antes de receber os animais.

GO aparecida caes6537O cão Guardião, um dos 57 pit bulls resgatados após sofrerem maus-tratos em uma chácara de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, foi adotado no sábado (27). Ele é o primeiro a ser entregue a uma pessoa sem ligação com a Associação Recanto dos Pit Bulls, que recebeu os animais após serem retirados do antigo canil sob suspeita de que eram usados em rinhas.

O cachorro viverá agora com a família do consultor de vendas Rafael Vieira Araújo, de 25 anos. Ao G1, ele contou que chegou a mudar de casa para receber melhor o novo integrante familiar. “Quis ter um espaço maior para ele brincar. Hoje ele chegou e já foi muito gostoso, brincou e correu muito pelo espaço”, relata. Rafael diz que desde que soube dos maus-tratos sofridos pelo animal, quis dar um “lar tranquilo” ao cão.

Os cachorros estão disponíveis para adoção desde que criador de cães Camilo Godinho Neto, que era acusado de maus-tratos, aceitou um acordo oferecido pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) para evitar que ele fosse julgado pelo crime. Godinho desistiu da guarda dos animais em abril deste ano e eles continuaram no Recanto, localizado em Goiânia.

Segundo a presidente do Recanto dos Pit Bulls, Meibel Veríssimo, diversos interessados já se inscreveram para adotar os cães, entretanto, não foram aprovados no processo. Ela explica que os candidatos passam por um longo processo de avaliação com o objetivo de garantir o bem estar do animal após a adoção. “A maioria não é aprovada porque quer o cão pelo motivo errado, não tem condições de criar”, afirma.

GO aparecida montagem-pitsEla diz que antes de receber o cachorro, o interessado deve cumprir uma série de requisitos. “É avaliado o perfil do adotante, se ele tem uma boa liderança, precisa ter consciência de orçamento e do preconceito existente com a raça. A gente fala que quem tem pit bull vive em saia justa, tem que estar preparado psicologicamente para enfrentar isso, além de saber educar o animal, já que o animal é reflexo do tutor”, explica.

Rafael mora com a esposa, que está grávida de quatro meses, e com uma enteada. Ele afirma que concorda com as exigências do processo aplicado aos candidatos a adoção. “É bom porque você também vê se está realmente preparado. No começa você acha muito legal, adota, mas às vezes arrepende”, diz.

Assim como Guardião, os outros cães que estão aptos a adoção serão entregues castrados, vermifugados, com placa de identificação, vacinados e microchipados. Além disso, é necessário o preenchimento de um termo de adoção e pagamento de taxa de R$ 50, referente ao processo de microchipagem.

Fonte: G1 (editada) 

Nota do Olhar Animal: Um final feliz para os cães resgatados, que estão sendo encaminhados para adoção. Porém, a troca da perda da guarda dos animais pela não responsabilização criminal do antigo criador, sob o qual pesava a suspeita de criar os cães para rinha (além dos terríveis maus-tratos comprovados pelas fotos), entendemos como um grave erro. A perda da tutela dos cães deveria ocorrer compulsoriamente e não como parte de uma negociação para isentar o criador de responsabilidades. Lamentável o desfecho do caso neste aspecto.
MA saoluiz rinha 2 thumb

Polícia estoura ponto de rinha de galos em São Luís, MA

Mais de 150 galos foram encontrados engaiolados em um galpão. Durante operação policial, ninguém foi preso.

MA saoluiz rinha

MA saoluiz rinha 2Agentes do 4º Distrito Policial do Vinhais, em São Luís, estouraram um ponto de rinha de galos no próprio bairro do Vinhais, em frente ao Viva Cidadão, na tarde desta quinta-feira (25). Mais de 150 galos estavam engaiolados em um galpão, que fica no fundo de um terreno. Várias galinhas também estavam soltas pelo local.

No local, foram apreendidos um caderno de apostas e uma mesa de primeiros-socorros. No caderno havia a indicação de que um apostador teria perdido uma moto no fim de semana, em uma investida mal sucedida. Por serem muitos galos, eles não foram retirados do local, que ficou como fiel depositário das aves.

A polícia vai investigar de quem são os galos e galinhas encontrados no galpão. Segundo o Chefe de Captura do 4º DP, Mauro Reis, foi possível chegar ao local após várias denúncias anônimas. “Identificamos, inclusive, o local onde eles praticavam a rinha, a briga de galos. No caderno que apreendemos pudemos ver apostas altas”, disse. Durante a operação, ninguém foi preso.

Fonte: G1

SC saomiguel noticia rinha-de-galo742398 thumb

Polícia Ambiental flagra rinha de galo em São Miguel do Oeste, SC

Pessoas que estavam no local fugiram com a chegada da polícia.

SC saomiguel noticia rinha-de-galo742398

A Polícia Militar Ambiental de São Miguel do Oeste flagrou uma rinha de galo na noite do último sábado (20), na comunidade de Linha Cambucica, interior de Riqueza. Ao chegar ao local onde acontecia o evento criminoso, várias pessoas fugiram em direção a uma mata.

Durante a fiscalização, além de duas arenas utilizadas para a prática ilegal, também foram encontrados diversos tipos de materiais, entre eles biqueiras, balança para pesagem, esporas artificiais, mochilas para o transporte das aves, serras e lixas utilizadas para no corte de esporas, medicamentos diversos e 14 galos.

Também em revista a um dos veículos que estava no local, foi encontrada uma Pistola Taurus, calibre 380, com 12 cartuchos intactos. O proprietário estava com o registro da arma vencida e não possuía a devida autorização de porte de arma de fogo. Diante do flagrante, o responsável foi preso e conduzido à delegacia de Polícia Civil.

Segundo a Polícia Militar Ambiental, o proprietário do local e as demais pessoas que participavam da rinha de galo serão responsabilizadas e responderão por crime ambiental de maus tratos a animais, com aplicação de multa administrativa que pode chegar a R$ 7 mil.

A Polícia Militar de Mondaí também participou da ação, dando apoio à operação desenvolvida pela Polícia Militar Ambiental de São Miguel do Oeste.

Fonte: Radio Porto Feliz

Rinha de galo é desarticulada pela PM em Serrolândia, BA

Uma rinha de galo foi desarticulada por policiais militares da 24ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM)/Jacobina no povoado de Novolândia, município de Serrolândia, e 60 galos de briga foram apreendidos, após denúncia anônima na tarde de sábado (13).

Ao chegar no local indicado, de propriedade de Dezival Gomes do Nascimento, a guarnição realizou abordagens a pessoas que assistiam as brigas e flagrou Wilson Souza Alves com um pino de cocaína, o qual relatou que adquiriu na mão de Leandro Lima Macêdo, pelo valor de R$ 20,00. Já este último informou ter adquirido no Distrito de Paraíso, a quantia de R$ 30,00 de droga com a pessoa identificada como José Carlos Rios Gomes.

Também foi encontrado com José um pino de cocaína, que disse ter adquirido num posto de combustíveis em Capim Grosso. Todos foram apresentados à Delegacia de Jacobina.

Muitos dos 60 galos de briga apreendidos pareciam ter sofrido maus-tratos. Foi conduzido à delegacia Manoel Alves de Oliveira por ser reincidente nesta prática.

Fonte: PM da Bahia

PR toledo RB 5 5 rinha galo thumb

Polícia do PR fecha rinha de galo e detém 30 pessoas

Policiais Civis flagraram na noite de ontem (12), uma “rinha de galo”, na localidade de Xaxim, interior de Toledo.

PR toledo RB 5 5 rinha galo

Foi necessário deslocar um ônibus da Prefeitura Municipal de Toledo para levar todos os 30 envolvidos para a 20ª SDP. Segundo o delegado chefe da 20ª SDP de Toledo, esta ação vai prosseguir no combate a este tipo de crime em Toledo e região.

Fiscais do IAP também acompanharam a ação policial movida por denúncias de que o ilícito estava ocorrendo na localidade.

Farto material foi apreendido no local, inclusive uma anotação do resultado das apostas.

PR toledo RB 5 5 rinha de galo toledo7

Fonte: Correio do Lago

BA amargosa rinha42413 thumb

Polícia de Amargosa (BA) desmonta rinha de galo e apreende menores

BA amargosa rinha42413

Policiais Civis e Militares desmontaram uma rinha clandestina de galo de briga, no Bairro da Catiara, na cidade de Amargosa, e apreenderam dois menores no local.

De acordo com o DPC Adilson Bezerra, eles receberam a denúncia da existência de uma rinha e começaram a investigação, que culminou com a apreensão dos menores e continuam investigando esta prática criminosa na região.

Além dos galos de briga, também foram encontrados no local pássaros da fauna silvestre brasileira, que foram apresentados ao Ministério Público Ambiental de Amargosa.

Fonte: Criativa Online

PR franciscobeltrao apreensaodearmaseaves thumb

Polícia prende grupo que praticava caça de animais silvestres e rinha de galo no PR

Por Niomar Pereira

PR franciscobeltrao apreensaodearmaseaves

Uma grande operação das polícias Civil e Militar, realizada na manhã desta sexta-feira, 12, resultou na prisão de cinco pessoas, apreensão de armas, pássaros silvestres e galos de rinha na região de Franscisco Beltrão, PR. A ação foi desencadeada cedo, por volta das 6 horas, no Assentamento João de Paula, Linha Capinzal, 1º de Junho e Novo Horizonte, no interior de Renascença. As autoridades consideraram o resultado da operação satisfatório.

Foram apreendidas seis espingardas, uma garrucha e um revólver calibre 38. Em uma das residências, os policiais encontraram cinco espingardas, calibres 32 e 36, uma delas com registro vencido e as demais com numeração raspada, além de três pássaros silvestres e carne, possivelmente de veado. No total participaram 35 policiais de Francisco Beltrão, Marmeleiro e Renascença.

O sargento Joaquin Juarez de Almeida, comandante do Destacamento da Polícia Militar de Renascença, disse que há muito tempo a polícia vinha recebendo denúncias, através do telefone 181, de moradores reclamando da caça de animais e presença de pessoas com armas de fogo. Ele conta que em uma das propriedades foi localizada uma arena para rinha de galos, que é proibida pela Lei de Crimes Ambientais, com grande quantidade de material e aves usadas na prática ilícita. A polícia apreendeu 13 galos, 52 rolos de fita esparadrapo, tesouras cirúrgicas e vários objetos como esporas, biqueiras e luvas, usadas no treinamento dos animais.

O delegado Valderes Luis Scalco, titular da Comarca de Marmeleiro, ressaltou que a operação foi resultado da parceria entre as policias, que desenvolveram um trabalho de investigação, e da importante participação da população com as denúncias. De posse das informações, a policial apresentou pedidos de busca e apreensão que foram deferidos pelo Judiciário. Juarez falou que os moradores das comunidades estavam amedrontados porque recebiam ameaças constantes para não denunciar.

PR franciscobeltrao apreensaodearmaseaves1

Fonte: Jornal de Beltrão

Dupla é detida em rinha de galo em Araruna (PR); nove aves feridas foram apreendidas

Nove galos machucados foram apreendidos em residência no Centro de Araruna, PR (a 91 quilômetros de Maringá) onde ocorria uma rinha na noite de domingo (7).

De acordo com a Polícia Militar (PM), por volta das 21h30, houve uma denúncia anônima que, na Rua Rocha Pombo estava o correndo uma competição e briga de galo. Na casa, pertencente a V.S.L., os policiais constataram que havia uma rinha e duas aves bastante machucadas. Três pessoas que estariam praticando o crime de maus-tratos contra animais foram identificado como C.B.F., e J.C. Em buscas, foram localizados mais seis galos, que também estavam muito ferido, e um indivíduo conhecido por J.C.G., que estava escondido nos fundos da residência, mas fugiu.

Os envolvidos foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Araruna para prestar esclarecimentos, e os galos apreendidos e encaminhados ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP) para providências cabíveis.

Fonte: O Diário