Tração e montaria – Olhar Animal
Circulação de carroças no Centro de Canoas (RS) deve ser denunciada

Circulação de carroças no Centro de Canoas (RS) deve ser denunciada

Projeto deve ser ampliado para as demais regiões da cidade.

Onze cavalos já foram recolhidos na cidade, por maus tratos ou circulação em perímetro proibido. Para ampliar o volume de flagrantes, a prefeitura pede colaboração da população em denunciar. “Não recebemos nenhuma denúncia formal, apenas pelas redes sociais, mas quando chegamos no local já não estava mais. É importante que as pessoas liguem no exato momento para a Guarda Municipal ou Central de Atendimento ao Cidadão (CAC)”, comenta o coordenador do projeto Canoas sem Carroças.

Ferimentos no dorso do Pocotó

Cavalinho maltratado sendo montado por rapazes é resgatado por ONG em Colombo, PR

Equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA) e Guarda Municipal de Colombo verificaram na última sexta-feira uma denuncia anônima enviada a Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba (SPAC) de um cavalinho maltratado sendo mantido por rapazes em um terreno baldio, sem água, alimento ou abrigo, sendo usado constantemente para montaria pelos rapazes.

Cavalo foi rabiscado por crianças. (Foto: Arquivo pessoal)

A pintura no cavalo e a objetificação dos animais

A coisificação ou objetificação dos animais deve ser combatida; é preciso respeitar a capacidade cognitiva e de sentir que os animais possuem.

Um rumoroso episódio de maus-tratos e desrespeito foi registrado recentemente na Sociedade Hípica de Brasília. Crianças foram orientadas a usar “canetinhas” para pintar um cavalo como forma de entretenimento, em uma colônia de férias. A foto viralizou nas redes sociais e gerou críticas generalizadas por expor o animal a um alto nível de estresse, e sobre a objetificação dos animais.

Cavalo explorado até a exaustão é resgatado e se recupera dos maus-tratos

Cavalo embebedado é resgatado e se recupera dos maus-tratos

Antigo tutor dava pinga para Guerreiro, com a justificativa de que isso fosse reanimar o animal

O cavalo que tomava pinga durante “tratamento” passa bem e está rodeado de carinho. O caso é de Guerreiro, de Novo Horizonte. A história com final feliz começou no dia em que o Brasil entrou em campo na Copa do Mundo da Rússia 2018. Era 17 de junho, quando o animal foi resgatado pelo defensor Marco Antônio Rodrigues.

REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Animal não é brinquedo para entreter crianças nos dias de férias

A imagem de um cavalo borrado de tintas, na Hípica de Brasília, é síntese de como o Brasil trata o animal. O bicho é visto como uma “coisa” a serviço do bem-estar da sociedade. O que há de lúdico numa brincadeira que visa unicamente divertir crianças e transformar a espécime num corpo amorfo, sem vida?

Turismo cruel: 12 práticas que maltratam os animais

Eu gostaria de não precisar escrever esse post. Mas, infelizmente, continuo vendo diversas “atrações turísticas” que exploram animais. Igualmente cruel é quem paga para ver esses shows de horrores, que levam animais à fadiga, à loucura e à morte.

Foto: Alcir Aglio

RJ: Petropolitanos decidirão em outubro futuro das charretes

A questão será votada em um plebiscito que fará parte das eleições 2018.

Nas próximas eleições os petropolitanos deverão definir voto favorável ou contrário a utilização da tração animal para o turismo da cidade. Se ocorrer a proibição, será o fim das vitórias. O tema divide opiniões, além disto, as pessoas que trabalham com a atividade estão no centro da discussão.