Cavalo vítima de maus-tratos morre e dono é identificado pela Polícia Militar do Meio Ambiente

Cavalo vítima de maus-tratos morre e tutor é identificado pela Polícia Militar do Meio Ambiente

Um cavalo com lesões no couro, magro e desidratado, resgatado e encaminhado para tratamento veterinário nesta terça-feira (10) em Leopoldina (MG), não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta quarta (11). A Polícia Militar Ambiental e a Associação dos Valentes Amigos dos Cães (AVAC) foram acionados no socorro ao animal, cujo responsável foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil. A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, providenciou a remoção para que ele recebesse os cuidados da AVAC.

O cavalo foi socorrido na Rua Nilo Colono dos Santos, no Bairro São Cristóvão, onde estava caído em um terreno com sinais de maus tratos e infestação de parasitas. A médica veterinária e também colaborada da AVAC de Leopoldina, Aline Pandeló, prestou os primeiros socorros ao animal que estava sem forças para levantar.

De acordo com a Polícia do Meio Ambiente, populares informaram que o cavalo pertencia a um homem de 36 anos, morador daquela imediação. Ele não foi encontrado, porém sua mãe informou que ele teria dado o animal para um jovem de 18 anos que foi localizado pelo Sargento Maciel, da Polícia Ambiental. O rapaz disse que vendeu o cavalo na noite da segunda-feira (9) por R$ 50,00 para um homem que ficou de levá-lo para sua propriedade no dia seguinte. O jovem de 18 anos foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil, onde deverá responder pelo crime ambiental de maus tratos a animais.

Nesta quarta-feira (11), a presidente da Associação, Elileia Corrêa, informou que o cavalo não resistiu aos ferimentos e morreu. O animal foi enterrado nesta manhã com o auxílio da Secretaria de Serviços Urbanos.

Fonte: O Vigilante

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.