Censo de cães e gatos é realizado em Fernando de Noronha

286

Os animais domésticos de Fernando de Noronha, cães e gatos, estão sendo recadastrados. Técnicos da Vigilância Animal do Distrito e da Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE estão atualizando o levantamento. Os cerca de 700 imóveis da ilha devem ser visitados até sexta-feira (13).

O trabalho começou no final de semana a até esta segunda-feira (9), cerca 100 animais tiveram o cadastro atualizado. Os cães e os gatos que ainda não têm o microchip de identificação recebem o pequeno chip, que serve com RG. Como o microchip é possível ter acesso a idade, raça e também quem é o dono do animal.

A equipe que está nas ruas está agendando cirurgias de castração, quando os donos dos animais autorizam. “Eu autorizei colocar o microchip e castrar da gata da minha casa, acho importante para diminuir a quantidade de animais da ilha”, falou Júlio César Costa (foto acima).

Dona Eliete Morais tem quatro cadelas e dois gatos e também autorizou a realização do trabalho. “Eu acho importante a microchipagem porque é melhor para identificar, se alguém pegar nosso animal a gente pode localizar. Quando o trabalho foi feito pela primeira vez na ilha eu autorizei colocar o microchip. Os animais da minha casa já são castrados”, disse Eliete.

Censo 2013

No censo realizado em Fernando de Noronha no ano de 2013 foram identificados 350 cães, 390 gatos domiciliados e cerca de 285 gatos asselvajados na ilha.

“A nossa expectativa é a população de cães tenha ficado estável, mas acreditamos que a população de gatos, principalmente asselvajados, tenha crescido. Se essa expectativa se confirmar vamos buscar uma solução conjunta com Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio)”, afirmou o gerente de Vigilância em Saúde, Fernando Magalhães.

Por Ana Clara Marinho

Fonte G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.