Cinco pit bulls são resgatados após sofrerem maus-tratos por idoso; veja fotos

989
Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

Cinco cachorros da raça Pit Bull foram resgatados pela polícia na tarde desta quarta-feira (4), no bairro da Manga em Várzea Grande, MT, após denúncias de maus-tratos. Alguns dos cães estavam com as orelhas cortadas e com problemas de pele. O tutor, um idoso identificado como J. C. S. N., e os animais foram encaminhados para a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema).

De acordo com o boletim de ocorrência, por volta das 16h, uma guarnição se deslocou até a avenida Dom Orlando Chaves, por solicitação do sargento Vidal, da Polícia Militar, que recebeu uma denúncia de que em uma residência na região haviam cachorros da raça Pit Bull sob maus-tratos.

O sargento Vidal contou que recebeu uma denúncia de uma vizinha, que disse ter visto o homem cortando as orelhas de um filhote. A ela o idoso afirmou ser veterinário. Seis cães estavam sob os cuidados do homem, mas a polícia só encontrou cinco, dois adultos e três filhotes. A fêmea e o macho adultos estavam com fungos e problemas de pele. Os filhotes, segundo o sargento, eram alimentados com gordura de boi e milho, para que engordassem rápido.

Para acompanhar o caso, os policiais acionaram o Conselho Regional de Medicina Veterinaria de Mato Grosso e a Polícia Ambiental. Ao chegar ao local os policiais constataram os maus-tratos aos animais. À polícia o homem negou ser veterinário. Diante dos fatos, o tutor e os animais foram levados à Dema, para que as providências fossem tomadas. O tutor irá responder pelo crime de maus-tratos a animais.

Os animais agora estão em lares temporários, sob os cuidados da Dema. O sargento Vidal, que é conhecido por atuar na defesa dos animais, está cuidando do casal de cães adultos. Ele informou também que a fêmea está grávida e deve dar a luz a mais filhotes nos próximos dias. Apenas após uma decisão do juiz os animais poderão ser disponibilizados para adoção.

Por Vinicius Mendes

Fonte: Olhar Direto

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.