IMAGEM: reprodução do Relatório do Ibama

Comerciante é multado pelo Ibama por cozinhar macaco e oferecer aos amigos pela internet

Um comerciante de Surubim (PE) foi autuado e multado em operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), nesta terça-feira (5), quando se comemora o dia do Meio Ambiente. A ação contra maus-tratos e venda de animais silvestres pela internet teve apoio da Polícia Militar e aconteceu simultaneamente em 14 estados e no Distrito Federal. Em Pernambuco, foram três autuações. Os casos foram rastreados pelo setor de inteligência do Ibama.

De acordo com o chefe do núcleo de Fiscalização do Ibama em Pernambuco, Amaro Fernandes, que conversou por telefone com nossa reportagem, “em Surubim, foi autuado Carlos Roberto Soares da Silva, de 45 anos. ‘Karl Bbida’, convida amigos para comer um macaco prego e tomar cachaça, na página dele do Facebook. As imagens são chocantes e mostram o macaco esquartejado, com a cabeça bem à mostra. Não sei se já retirou, normalmente, essas pessoas apagam a postagem, quando são notificadas,” afirmou.

Ainda de acordo com o chefe da fiscalização, a postagem ocorreu no ano passado, mas desde então, o caso vem sendo monitorado e “o responsável pelo ilícito foi autuado pelo Ibama por matar animal silvestre nativo, sendo aplicada multa de R$ 5 mil. O fato será comunicado ao Ministério Público, para possível denúncia de crime ambiental à Justiça”, completou.

  IMAGEM: Empresário enviou ao Blog a origem da postagem
IMAGEM: Empresário enviou ao Blog a origem da postagem

DEFESA – procurado por nossa reportagem, o comerciante Carlos Roberto, ou Karl Bbidas, disse que não sabia que teria sido ele o autuado pelo Ibama em Surubim, e que viu a notícia em um telejornal da TV Globo Recife. “Eu assisti hoje no NE-TV da tarde que um comerciante de Surubim tinha sido autuado pelo Ibama, mas eu não ouvi nenhum nome. Ninguém do Ibama me procurou”, declarou.

IMAGEM: Empresário enviou ao Blog a origem da postagem
IMAGEM: Empresário enviou ao Blog a origem da postagem

O empresário, também negou que matou o macaco prego, e que compartilhou imagens copiadas da internet. “Eu não matei macaco prego. Aliás, aqui na região nem tem macaco prego. Eu copiei e coloquei no meu face igual a esse aí [reprodução acima]. Isso é tudo montagem. Então um amigo meu falou: ‘ rapaz, tira isso do teu face!’, e eu tirei. A gente só costuma beber com tanajura. Isso aqui tem”, disse.

OUTROS CASOS – além do comerciante de Surubim, o Ibama autuou um homem no bairro da Mustardinha, na zona Oeste do Recife. Ele anunciou a venda de dois saguis em uma rede social por R$ 100 e foi multado em R$ 20 mil.

O terceiro caso, aconteceu em Serra Talhada, no Sertão. Haroldo Bauer, ou o ‘rei das serpentes’, como é conhecido nas redes sociais, posta vídeos mostrando habilidade com as cobras. Para cada animal mantido em cativeiro, uma multa de R$ 500.

Não houve autuação em flagrante, mas os três além da multa, vão responder por crime ambiental, cuja pena varia de seis meses a um ano de prisão.

O número do telefone do Ibama para fazer denúncias de crimes ambientais é o 0800-61-8080.

Fonte: Alberico Cassiano

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.