Comissão debate microchipagem e castração de animais domésticos em Campo Grande, MS

297
Comissão debate microchipagem e castração de animais domésticos em Campo Grande, MS
Foto: Divulgação

A primeira reunião da Comissão Permanente de Defesa do Bem-Estar e Direitos dos Animais realizada ontem (27) à tarde, foi para debater a implantação de microchip e castração de animais domésticos. A Comissão tem como presidente o vereador veterinário Francisco Gonçalves de Carvalho (PSB), vice-presidente Lucas de Lima (SD) e membros André Salineiro (PSDB), Ayrton Araújo (PT) e Eduardo Romero (REDE).

De acordo com a pauta, a Comissão trataria de temas como microchipagem (cobrança, isenção e multa) e castração (isenção para quem comprovar renda de até três salários, convênio e castramóvel), além do convite aceito pela diretora do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), Iara Helena Domingos.

No entender da diretora do CCZ, a preocupação da Câmara com o bem-estar animal é pertinente uma vez que entre cães de gatos a população de animais domésticos é considerável e precisa de cuidados especiais. Ela detalhou aos vereadores a nova metodologia de trabalho.

Por conta da explicação da médica veterinária, o vice-presidente da Comissão, Lucas de Limas, propôs que houvesse uma maior interação entre o Legislativo e o órgão que atua na prevenção das zoonoses, sugestão que mereceu o apoio de todos.

O vereador veterinário Francisco, defensor da criação do Conselho Municipal do Bem-Estar e Direitos dos Animais, avaliou a primeira reunião da Comissão como sendo “o primeiro passo importante do legislativo campo-grandense para a proteção dos cachorros e gatos, em especial”.

Fonte: A Critica 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.