Como socializar gatinhos em lar temporário

269
Fotos: Michelle Neff
Fotos: Michelle Neff

Então você decidiu dar lar temporário para gatinhos, parabéns! Você está prestes a embarcar em uma adorável (e importante) jornada. Ao adotar um grupo de gatinhos, você está ajudando o abrigo da sua área a liberar espaço para mais animais. Considerando que quase metade de todos os animais que chegam aos abrigos nos EUA são abatidos devido à falta de espaço e de adotantes, abrir sua casa para abrigar gatinhos por um tempo é uma maneira vital de ajudar a resolver a crise de superpopulação. Abrigos precisam de famílias temporárias quando um animal não pode ser adotado imediatamente porque é muito jovem, tem problemas de saúde ou comportamentais, ou o abrigo está simplesmente superlotado.

Gatinhos geralmente precisam de um descanso no abrigo de animais porque precisam ganhar peso antes da cirurgia de castração, e, a partir daí, podem ser adotados por lares permanentes e amorosos. Os pequenos não precisam apenas ganhar peso, é um tempo crucial em suas jovens vidas para desenvolver relações saudáveis com humanos e com o mundo ao redor deles. O tempo ideal para a socialização dos gatinhos é entre três semanas e três meses de idade. O relógio está correndo!

Se os animais não recebem a socialização apropriada, podem crescer com medo dos adultos ou desenvolver problemas comportamentais. E você sabe o que isso poderia significar? Eles teriam que retornar ao abrigo. E isso não é legal. Na verdade, ao ajudar os gatinhos lar temporário a desenvolverem relacionamentos emocionais e físicos saudáveis, você está ajudando-os a se tornarem tão adotáveis quanto possível por famílias definitivas em potencial.

Isso soa como uma tonelada de responsabilidade, mas, na verdade, é realmente divertido e recompensador! Se você é novo em dar lar temporário para gatinhos ou é um pai temporário experiente procurando por algum conselho novo, confira essas dicas sobre como socializar gatinhos.

Ajude os gatinhos a se sentirem confortáveis

Quando os pequeninos chegarem à sua casa, há uma chance de que eles fiquem assustados. Novas pessoas, novos cheiros, novos sinais. É muita coisa para assimilar. Você vai querer ter certeza de providenciar um espaço silencioso onde seu animal temporário possa ter um pouco de privacidade se precisar, especialmente se você tiver outros animais em casa.

Quando eu trago gatinhos pela primeira vez para casa, a primeira coisa que eu fiz foi colocá-los em seu próprio quarto, junto com uma caixa sanitária, comida, água e brinquedos. Você também pode tentar colocar sua gaiola ou caixa no chão. Os gatos preferem quando podem ver os arreadores.

Quando você começa a interagir com os gatinhos, mova-se devagar e use tom de voz baixo. Para os muitos jovens, enrolá-los em um cobertor é muito relaxante e confortável. Você também pode tentar manter um rádio ou a TV em um volume baixo para ajudá-los a se adequarem aos sons. E lembre-se de ser paciente! O mundo é muito assustador para os gatinhos. Se eles sibilarem ou cuspirem em você, é porque estão assustados, mas não significa que sejam agressivos.

Recompense-os com comida

Todo mundo ama comida! Dar petiscos é uma ótima maneira de eles desenvolverem uma associação positiva com você. Quando você os alimentar com comida fresca, fique no quarto com eles. Isso irá ajudá-los a confiar em você (Ei, ela não roubou minha comida! Ela é legal!). Você também pode colocar o prato perto do seu corpo enquanto estiver sentado no quarto. É um ótimo exercício para os gatinhos se sentirem confortáveis enquanto se dirigem ao seu colo para conseguir comida. Enquanto eles estiverem comendo, tente acariciar o gatinho gentilmente. Outra forma para eles entenderem que os humanos são legais!

Brinque, brinque, brinque

A melhor parte! Brincar com seus gatinhos temporários é uma ótima maneira para ganhar a confiança deles. Corda, caneta laser, ratinhos de brinquedo… qualquer coisa que os movimente! Os gatinhos também irão, é claro, brincar muito entre eles e isso poderá ser encorajador também.

Quando eles confiarem o suficiente em você para deixar pegá-los, segure-os tanto quanto for possível. É importante para eles se acostumarem ao toque humano. Ainda, esteja certo de segurá-los perto do seu peito para que eles se sintam seguros. Se um de seus temporários ficar assustado quando tentar segurá-lo, você talvez deva usar uma tipoia ou uma mochila frontal (não muito apertada, eles deveriam se sentir confortavelmente embalados). Você pode carregar os gatinhos pela sua casa enquanto você faz as coisas!

Apresente-os aos outros animais

Os gatinhos que voltam ao abrigo e já têm um relacionamento positivo com outros animais têm uma chance muito maior de serem adotados.

Muitos cães ficam realmente excitados quando gatinhos entram em sua casa e querem brincar logo, mas isso provavelmente pode ser um pouco sufocante para os gatinhos! Então, por um dia ou mais, a porta deve ser mantida fechada para que os gatinhos possam se ajustar à sua nova redondeza.

Você pode colocar um portão para bebê, assim os gatos e seus cães ou gatos ainda podem ver e cheirar um ao outro. Para ajudar a se apresentarem entre eles, você pode alimentar cada animal em seu lado do portão. Isso ajudará os animais a associarem o outro com alguma coisa boa: comida! Outra opção é trocar as camas dos gatos com as camas dos cães e vice-versa. Isso permitirá que eles se acostumem com o cheiro uns dos outros sem ficarem muito estimulados.

Adotar salva vidas

Proporcionar aos gatinhos (ou a outro animal) um lugar seguro longe da vida caótica de um abrigo é uma maneira fantástica de ajudar a acabar com a crise da superpopulação de animais de estimação. Você está ajudando a salvar não apenas o lote de gatinhos que você está abrigando, mas também outros animais que agora podem ter um novo espaço seguro no abrigo. Isso não é ótimo?

Cada organização tem seu próprio conjunto de exigências e documentos para você se tornar um pai temporário de animal de estimação, então é preciso verificar com o abrigo. Há informações básicas que de deve saber que incluem ter certeza de que você preenche os requisitos para lar temporário, é fisicamente capaz de cuidar de um animal, e você terá que participar das orientações e do treinamento para lar temporário.

Mesmo que você não possa dar lar temporário ou adotar, ainda poderá ajudar os gatinhos. Participe dos programas locais de castração para assegurar que nenhum gatinho não desejado nasça ou use suas redes sociais para aumentar a conscientização sobre a importância da adoção e castre seus animais.

Por Michelle Neff / Tradução de Gabriela Tomanini

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.