Divulgação

Conselho dos Animais pede que Expolondrina não realize rodeio

O Comupda (Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais) divulgou nota na quarta-feira (10) em que pede que a organização da ExpoLondrina não realize os rodeios por acreditar que essa prática sujeita os animais a uma situação de extrema crueldade e maus-tratos.

O Conselho reforça que tem conhecimento dos protocolos de bem-estar animal que os organizadores e participantes apresentam mas que, mesmo com esse procedimento, o bem-estar pleno do animal não é garantido, já que o animal continua sendo objetificado, bem como não é de desejo animal ser usado para diversão humana.

Bruna Ontivero, presidente da Comupda, conta que em 2015 uma página da internet contra rodeios em Londrina publicou um vídeo polêmico na ExpoLondrina. A publicação mostrava os animais do rodeio sendo maltratados. Desde então, os órgãos públicos passaram a receber denúncias da população e se atentaram para a causa animal.

“Eu sei que eles irão realizar o rodeio porque é lucrativo, então o Conselho pretende trabalhar para promover a conscientização da população, explicar que não tem como se divertir vendo o sofrimento dos animais”, explica a presidente.

Alexandre Bolfer, responsável pela empresa que auxilia na organização do rodeio, afirma não ter ciência desse pedido. “Não tenho relação com o assunto porque os animais recebem os devidos cuidados do técnico veterinário”. Por meio da assessoria de imprensa, a SRP (Sociedade Rural do Paraná) informa que também não sabe sobre a solicitação.

Por Gabrieli Chanthe – Estagiária (sob supervisão de Larissa Ayumi Sato)

Fonte: Bonde News

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.