PR cascavel zoo ataqueimg 1253

Criança é atacada por tigre no zoológico de Cascavel, diz bombeiro

Acidente ocorreu na tarde desta quarta (30); garoto teve ferimentos graves. Menino teria invadido a área de segurança junto com o pai.

Uma criança foi atacada por um tigre no zoológico de Cascavel, na região oeste do Paraná, na tarde desta quarta-feira (30). O menino, de 11 anos, foi levado com ferimentos graves para o Hospital Universitário (HUOP), segundo o Corpo de Bombeiros. De acordo com o hospital, às 17h50 o garoto passava por uma cirurgia de emergência. O estado dele era considerado grave e havia o risco de perder o braço direito.

De acordo com as informações da RPCTV Cascavel, o garoto invadiu a área de segurança com o pai, próximo à grade do animal. Ele foi mordido no braço quando tentava alimentar o felino.

O pai da criança foi detido e levado para a delegacia para prestar depoimento. Após conversar com os policiais, o homem foi liberado.
Segundo a Polícia Civil, a criança mora em São Paulo e veio passar férias na casa do pai. Ele voltaria na quinta-feira (31) para a casa da mãe.

A Prefeitura de Cascavel divulgou uma nota sobre o acidente. Leia abaixo a nota na íntegra.

“A veterinária Gladis Dalmina, funcionária do Zoológico de Cascavel, confirmou que na tarde de hoje (30) aconteceu um acidente envolvendo uma criança de aproximadamente 11 anos, que ultrapassou a grade de segurança da jaula e foi atacada por um felino, o Tigre Hu.

Segundo integrantes da equipe de cuidadores, o menor foi incentivado pelo próprio pai a correr em volta da jaula, dentro da grade de proteção, provocando o animal. O pai ignorou todas as placas de alerta para evitar se aproximar do local e não ouviu apelos de quem o observava para cessar a brincadeira.

Populares que assistiam à cena, gravaram a movimentação e avisaram os responsáveis, contrariados com o comportamento do pai da criança.
Em certo momento, o menino teria colocado o braço entre as grades, quando foi atacado pelo tigre. O Siate foi chamado e providenciou o atendimento e a remoção da criança ao Hospital Universitário, onde recebe os cuidados.”

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: Lamentável que a criança tenha se ferido neste episódio e desejamos que se recupere o mais brevemente sem qualquer sequela física ou psicológica. Chamar isto de “acidente” é um equívoco. Se visitantes tinham como chegar tão próximos dos animais sem barreiras físicas e/ou monitoramento de funcionários do zoo que os impedisse, isto indica a falta de estrutura e irresponsabilidade dos gestores do zoo, além do ato temerário do pai. Não é a primeira vez que ocorre e não será a última. Os animais em zoos, submetidos a condições de abuso pelo confinamento e exposição a visitantes, comumente apresentam quadros de estresse e até mesmo comportamentos neuróticos. Que este zoológico seja imediatamente fechado, e que os animais que não puderem ser reintroduzidos na natureza sejam encaminhados a santuários, onde poderão viver ao menos sem os estresses provocados por visitantes, ainda que condenados a uma pena de prisão perpétua. Os zoológicos devem acabar, representam maus-tatos, abusos, deseducação, atraso moral.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.