Denúncia nas redes sociais aponta maus-tratos a animais em haras de Ribeirão Preto, SP

Denúncia nas redes sociais aponta maus-tratos a animais em haras de Ribeirão Preto, SP

Uma denúncia feita pelas redes sociais, em Ribeirão Preto, indica maus tratos a um cavalo em um haras identificado como Pedra da Lua. O caso foi relatado na manhã desta terça-feira, 9.

De acordo com a informação postada por um homem que trabalha próximo ao local, na Zona Leste da cidade, animais não recebem o alimento da maneira correta e morrem de fome ou por doenças. Em um áudio que tem circulado pelos celulares, o haras teria perdido pelo menos 12 animais pelas más condições do espaço.

Fotos: Reprodução Facebook

Além dos áudios, uma foto e um vídeo de uma égua magra e sem forças deitada ao solo tem revoltado a população. Em contato com um empresário que optou por não se identificar, um Boletim de Ocorrência será registrado ainda nesta terça, na Polícia Civil.

Cristina Dias, presidente Associação Vida Animal (AVA), explica o que é necessário fazer quando uma situação semelhante a esta é encontrada. “A recomendação é de que a primeira seja procurar as autoridades. Um Boletim de Ocorrência deve ser registrado, pois, em caso de abandono, é crime, segundo o Artigo 32 da Lei 9.605, que fala que praticar ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, pode gerar multa e prisão”, afirma.

A especialista diz que o segundo passo é entrar em contato com a Polícia Ambiental, pois ela tem o papel de notificar e responsabilizar quem fez isso. “O terceiro ponto é entrar em contato com o Estado onde as denúncias podem ser feitas sobre animal de porte grande. Especialistas vão cuidar da empresa e da legalidade dos fatos”, conta.

Outro lado

O Portal Revide entrou em contato com J. A. M. L., responsável pelo haras. O empresário possui uma vida dividida entre Ribeirão Preto e o Recife, em Pernambuco.

“A denúncia não procede. No momento eu não estou em Ribeirão Preto, mas eu tenho uma pessoa cuidando dos meus animais. Até 15 dias atrás estava tudo bem e tranquilo. Talvez seja algum animal com problemas nesse momento, mas eu não estou sabendo disso”, afirma.

Entretanto, em outro trecho da conversa, o proprietário do haras lembrou que possui uma égua idosa que passa por um momento difícil. “Estamos alimentando e cuidando, mas em razão da idade ela não tem dado mais resposta. Só que eu não sacrifico animais. Sobre a denúncia, eu imagino que seja alguém que está querendo criar uma história que não é real. A fêmea teve uma infecção e foi tratada, mas sabemos que é difícil pela idade. Não é uma questão de mau trato. Prefiro alimentar e deixar que a idade a leve naturalmente”, diz.

J. A. M. L. promete retornar à cidade nos próximos 10 dias. A Polícia Militar deve comparecer ao local, de acordo com denunciantes.

Fonte: Revide

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.