Forte: Andre Borges/Agência Brasília

DF inaugura primeiro hospital veterinário público da capital

O Hospital Veterinário Público do Distrito Federal (HVet) enfim saiu do papel e começará a oferecer atendimentos nesta quinta-feira (5). O prédio, situado no Parque Lago do Cortado, em Taguatinga, não será administrado pelo governo. A gestão foi concedida à Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Anclivepa), que venceu o chamamento público para implantação e operacionalização dos serviços.

A solenidade de abertura está prevista para as 9h de hoje, e os trabalhos devem começar em seguida. De pronto, ao menos dez profissionais já começarão a atender. Os detalhes da rotina operacional ainda estão sendo definidos, mas a tendência é seguir o modelo de distribuição de senhas entre 6h e 10h. O atendimento começará às 8h e seguirá até as 17h. Por enquanto, não haverá expediente aos fins de semana, mas o intuito do projeto é expandir cada vez mais.

O hospital é o maior da América Latina e prevê atendimento inicial a 400 animais por dia. Poderão ser recebidos cães e gatos, com foco àqueles pertencentes às famílias de menor renda ou inscritos em programas sociais locais ou federais, além dos que estão na Zoonose e em abrigos da cidade.

Isso não quer dizer que outros animais não poderão receber atendimento, mas apenas que a prioridade é para a baixa renda. Igor Torkarski, secretário do Meio Ambiente, explica que, como se trata de um hospital público, se dará prioridade às famílias que não têm condições de pagar por uma consulta ou tratamento privado.

Haverá também atendimento a animais vítimas de maus-tratos, e serão dadas orientações à população sobre boas práticas, higiene e normas, contribuindo para a promoção da guarda responsável de seus animais.

Ali serão oferecidos serviços gratuitos de consultas, medicações, exames laboratoriais e de imagem, cirurgias, internação e ambulatório, entre outros. Torkarski destaca que o hospital está equipado com consultórios, medicamentos, salas de cirurgia, aparelhos de anestesia inalatória, monitor multiparamétrico, cilindros de oxigênio, baias de internação, raio-x, ultrassom e canis.

O Hvet é a primeira instituição pública para animais domésticos do Distrito Federal. O prédio possui 540 metros quadrados e começou a ser construído há quatro anos. O investimento da obra foi de R$ 750 mil, provenientes de compensação ambiental.

Cemitério de animais

Outra medida esperada há anos no DF é a criação de um cemitério de animais. Questionado a respeito da questão, o secretário de Meio Ambiente não esboçou qualquer prazo para implementar o projeto. “A criação do hospital público veterinário é o início da discussão sobre a pauta animal. A partir de então teremos uma série de ações em consonância com o ativismo da causa animal e, principalmente, com o anseio da sociedade”, generaliza.

Fonte: Jornal de Brasília

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.