Animais foram encontrados feridos em Araguaína (Foto: Divulgação/PM Ambiental)

Dono de rinha de galos injetava vitaminas, remédios e mutilava animais, diz polícia

Um morador de Araguaína (TO) é investigado após a polícia encontrar uma rinha de galos na casa dele. De acordo com a PM Ambiental, o homem usava seringas para injetar vitaminas e medicamentos nas aves e também mutilava os animais. No imóvel, foram encontrados 13 galos vivos com vários ferimentos e um morto. O suspeito não estava em casa no momento em que a equipe fez as buscas, mas como havia um mandado judicial, os policiais entraram no local mesmo assim.

Galos precisaram ser levados para o veterinário (Foto: Divulgação/PM Ambiental)
Galos precisaram ser levados para o veterinário (Foto: Divulgação/PM Ambiental)

O caso já era investigado pela Polícia Civil de Araguaína. Os animais encontrados foram apreendidos e lavados para o veterinário do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas). No local foram encontradas vitaminas de vários tipos, seringas, pinças, antibióticos, buchas e serras. Dois jabutis também foram levados pela PM Ambiental.

Como parte dos viveiros era feita de concreto, não foi possível fazer o desmanche. O dono da casa pode ser indiciado por maus-tratos, abuso e mutilação de animais domésticos. Ele ainda não foi localizado.

Galos eram mutilados, de acordo com a polícia (Foto: Divulgação/PM Ambiental)
Galos eram mutilados, de acordo com a polícia (Foto: Divulgação/PM Ambiental)
Seringas eram usadas para injetar vitaminas e remédios nos galos (Foto: Divulgação/PM Ambiental)
Seringas eram usadas para injetar vitaminas e remédios nos galos (Foto: Divulgação/PM Ambiental)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.