Em Óbidos (PA), filhote de peixe-boi ferido em lago é resgatado por moradores

Animal é uma fêmea de aproximadamente quatro meses. Ela tem ferimentos na cabeça e nas nadadeiras. Segundo a Semma, o peixe-boi deve ser transferido para Santarém.

569
Animal foi encontrado por moradores no Lago Pauxis (Foto: Odirlei Santos/Ascom Prefeitura de Óbidos/Divulgação)

Um filhote de peixe-boi foi resgatado por populares que moram nas redondezas do Lago Pauxis, no bairro Bela Vista, em Óbidos, oeste do Pará. O resgate aconteceu no início da noite de quarta-feira (24). Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente do município, o animal é uma fêmea de aproximadamente 20 quilos, com quatro meses de idade e 55 centímetros. Ela está com vários ferimentos pelo corpo.

Ao avistarem o animal preso em uma rede de pesca, os moradores entraram em contato com a secretaria. Após o resgate, ele foi encaminhado ao prédio da Semma, onde recebeu cuidados de um médico veterinário.

O veterinário que fez os primeiros atendimentos ao peixe-boi contou ao G1 que há graves ferimentos, mas o animal está recebendo alimentação e cuidados necessários. “Há lesões na região dorsal da cabeça e nas nadadeiras, provavelmente causadas pela hélice de alguma embarcação e rede de pesca. Fiz os procedimentos como curativos e limpeza, além da alimentação. O quadro clínico dela é estável”, contou Fábio Ordeney.

Peixe-boi tem ferimentos profundos na cabeça e nas nadadeiras (Foto: Fábio Ordeney/arquivo Pessoal)

Ainda segundo o médico veterinário, é gratificante ajudar na preservação e no trabalho de resgate do peixe-boi, pois isso representa a esperança para espécie. “Existem pessoas na nossa sociedade que dedica um tempo da sua vida para resgatar e recuperar esses animais. Nosso objetivo é futuramente pegar esses animais e devolvê-los à natureza para a preservação da espécie”, enfatizou.

Pelo fato do peixe-boi estar ferido, a prioridade foi fazer os atendimentos para salvá-lo, mas uma investigação deverá ser feita para apontar os possíveis motivos dos cortes, informou a Semma obidense.

O gestor ambiental do município, Diego Ferreira, informou que aguarda autorização do zoológico de uma universidade particular em Santarém para encaminhar o peixe-boi ao centro de tratamento que a instituição possuiu, que é referência na reabilitação de animais da espécie. A intenção é encaminhar o animal ainda nesta quinta-feira (25).

Ao G1, a Faculdade da Amazônia (Unama) informou que no ZooUnama há limitações estruturais para acolhimento e reabilitação de novos animais. O local está recebendo apenas espécies capturadas nos municípios conveniados ao zoológico, que não é o caso de Óbidos. O espaço ainda não foi ampliado, pois não recurso suficiente para as obras.

Por Geovane Brito

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.