Em três meses, 270 animais foram atendidos em Santa Cruz do Sul, RS

Prestação de contas dos serviços ocorridos entre agosto e novembro ocorreu nesta quinta-feira, 9.

133
Foto: Luiz Fernando Bertuol / SECOM
Foto: Luiz Fernando Bertuol / SECOM

A Prefeitura de realizou, nesta quinta-feira, 9, a prestação das contas dos serviços veterinários contratados, conforme o edital 035/2017. Os dados são referentes a esterilizações e tratamentos não-eletivos realizados no período de 5 de agosto a 5 de novembro, deste ano, pela clínica veterinária conveniada com o Município. De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade (Semass), Vanir Ramos de Azevedo, o investimento da Prefeitura totalizou R$ 58.837,02 no atendimento de 270 animais, entre cães e gatos.

Entre esterilizações foram 150 de fêmeas e 68 de machos, contemplando as ONGS que atenderam ao chamamento público e o Canil Municipal. Já na parte de tratamentos não eletivos – captura e transporte, internação, tratamento de ferimentos de baixa e alta complexidade, aplicação de vermicida e vacinas, entre outros procedimentos – foram atendidos 52 animais no mesmo período.

Segundo Vanir, todos os serviços são custeados pelo Município, com recursos próprios da Semass. Ele lembra que este já é o segundo edital de prestação de serviços veterinários em vigor e que, à época do primeiro, havia uma demanda reprimida para esterilizações. “Hoje praticamente zeramos esse passivo e estamos atendendo as novas demandas”, disse.

Pelo convênio, as ONGS cadastradas encaminham mensalmente um número de animais para esterilização, segundo cota estabelecida. Esses encaminhamentos são feitos a partir do trabalho dos voluntários nos bairros junto às comunidades carentes. Todas as famílias incluídas nos programas sociais do município têm direito ao atendimento. A garantia é de mil castrações no período de 12 meses, sendo 400 para animais encaminhados pelas ONGS e o restante para os animais recolhidos ao Canil Municipal.

Já o serviço de resgate de animais abandonados, atropelados e vítimas de maus tratos pode ser acionado diretamente pela população, porém somente para os casos de animais sem dono. O telefone para chamadas é o (51) 3902-3611 (Semass), das 7h30 às 13h30, de segunda a sexta-feira, e o 153 (Guarda Municipal), que atende 24 horas.

Fonte: Gaz

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.