Este gambá resgatado está mudando os estereótipos sobre a espécie, ao mesmo tempo em que é muito adorável!

1790
Fotos: It’s Me Sesame/Facebook
Fotos: It’s Me Sesame/Facebook

A má reputação atribuída aos gambás não faz muito sentido. No geral, as pessoas pensam e falam deles como se fossem feios, dizendo até mesmo que são realmente assustadores. Mas todos esses adjetivos tendem a perder a validade assim que você, de fato, olha para um desses pequenos animais.

Os gambás são muito mal compreendidos. Por exemplo, eles não são roedores, como muitas pessoas acreditam, e sim marsupiais, e também são os únicos marsupiais da América do Norte! Isso significa que, assim como os cangurus, as mães gambás carregam seus bebês em suas bolsas e, quando nascem, os pequenos gambás são minúsculos e completamente desprovidos de pelos.

Alguns anos atrás, um bebê gambá, agora batizado de Sesame, de alguma forma fugiu de sua mãe e tentava desesperadamente encontrar abrigo. Muitos gambás são atropelados devido a seu mecanismo de defesa de “fingir de morto”, então o tempo era um fator crucial para o pequeno Sesame. Ele caiu em um lago e a situação parecia trágica, mas, felizmente, a cadela Cacau por um milagre retirou Sesame da água e levou o pequeno marsupial para sua mãe humana.

Agora, Sesame tem um lar permanente com a artista Ally Burgueires em Nova Orleans, Lousiana, e desde então vem mudando os estereótipos sobre os gambás.

Fotos: It’s Me Sesame/Facebook

Sesame possui milhares de admiradores, com quase 60 mil fãs apenas no Facebook. Quem não iria querer ver esse focinho cor-de-rosa no feed de Notícias?!

Sesame tem um “Fundo de Petiscos” (porque ele gosta muito de petiscos!) que é usado para ajudar outros animais silvestres na região de Nova Orleans. Ally utiliza o fundo para ajudar no pagamento de contas de emergências veterinárias, no transporte para resgates ou qualquer outra necessidade ligada ao bem-estar!

De acordo com seu próprio site, Sesame gosta de “viagens, entretenimento, artes, rolinho primavera, biscoitos Oreo (no meu aniversário!), pinguins e mensagens motivacionais”. Que gracinha!

Ally criou também um livro para Sesame, chamado “Opossums Don’t Live in Houses” (Gambás não vivem em casas), em que compartilha a história do resgate de Sesame e fornece alguns fatos que mostram o quão verdadeiramente incríveis são esses animais.

Os gambás são animais notáveis e não faz sentido pensar que eles não merecem ter uma vida ótima simplesmente por causa de nossos estranhos preconceitos contra eles. Além do mais, esses animais possuem muitas qualidades que simplesmente ignoramos, como sua grande capacidade de adaptação, seu sistema imunológico resistente, sua inteligência. Na verdade, eles nos ajudam com frequência ao comerem pragas de jardim, serpentes venenosas (já que são imunes a seu veneno) e ao eliminarem carrapatos.

Se algum dia você encontrar um gambá ou qualquer outro animal silvestre ferido, entre em contato com um veterinário ou centro de reabilitação de animais silvestres mais próximos. Embora possa ser difícil resistir à vontade de ajudar, especialmente em circunstâncias graves, é melhor deixar o resgate para profissionais treinados. Se não tiver certeza sobre o que fazer, entre em contato com o controle de animais da sua cidade ou com algum grupo de resgate de animais.

Se quiser acompanhar as adoráveis aventuras de Sesame, você poderá encontrá-lo no Instagram e no Facebook. Acredite, você não vai se arrepender!

Por Michelle Neff / Tradução de Camila Uemura

Fonte: One Green Planet


Nota do Olhar Animal: O animal ser “feio” ou “bonito” é irrelevante. E ter “utilidade” para os humanos tão pouco é critério para definir que deve ser ajudado. O critério da senciência é suficiente para que se reconheça os direitos dos animais e o dever humano para com eles.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.