EUA: deputado da Flórida está atuando pela proibição do uso de orcas para entretenimento humano

EUA: deputado da Flórida está atuando pela proibição do uso de orcas para entretenimento humano

Durante décadas, ativistas de animais pediram o fim da prática desumana do SeaWorld de manter baleias, golfinhos e outras criaturas aquáticas inteligentes em cativeiro e explorá-los para obter lucro. Mas não foi até 2013, quando o documentário “Blackfish” explodiu a verdade desagradável sobre o infame parque temático marinho, que a oposição cresceu tremendamente e uma enorme reação se seguiu.

Em resposta aos cidadãos em todo o mundo que expressam sua indignação e pedem mudanças após o lançamento do premiado documentário, o SeaWorld prometeu eliminar gradualmente as exibições de orcas até 2019. Além disso, o parque publicou em seu site que, em vez disso, começaria a oferecer “novos, inspiradores e naturais encontros com orcas”, que “refletiriam o mundo natural e enfocariam a pesquisa, a educação e o cuidado”.

E, no entanto, o SeaWorld não mostrou até agora nenhuma intenção real de mudar seus caminhos. Em uma tentativa indiferente de limpar sua reputação, o parque começou a oferecer “Killer Whale Up-Close Tours” (Passeios Perto das Orcas). Embora estes possam parecer mais educacionais e, portanto, menos controversos, os passeios ainda envolvem os hóspedes treinarem as orcas para fazer truques. Em outras palavras, orcas ainda são exploradas para entretenimento humano durante esses passeios.

Além disso, de acordo com o Animal Legal Defense Fund (ALDF) – Fundo de Defesa Legal dos Animais, o parque ainda tem que acabar com o espetáculo de orcas e um show de férias em que as orcas se apresentam ao som de música natalina.

À luz do contínuo fracasso do SeaWorld em cumprir suas promessas, os defensores dos animais propuseram uma lei chamada Florida Orca Protection Act (HB 1305) – Lei de Proteção da Orca da Flórida, com o patrocínio do deputado estadual Jared Moskowitz. Apesar de o projeto de lei ter sido elaborado para a sessão legislativa de 2018, infelizmente nunca foi votado. Recusando-se a desistir, Moskowitz e defensores dos animais agora pedem a aprovação da legislação na sessão legislativa de 2019.

De acordo com o ALDF, este projeto salvador de animais “tornaria ilegal a manutenção de orcas em cativeiro para qualquer propósito (com direitos sobre os que já estão em cativeiro na Flórida) e exigiria que aqueles em cativeiro sejam usados ​​apenas para fins educacionais”. Além disso, “proibiria a criação de orcas cativas e o transporte de orcas cativas para a Flórida ou para fora da América do Norte, a menos que previsto por lei federal ou para realocação em santuário, e exigiria que orcas mantidas para fins de reabilitação ou pesquisa fossem devolvidas à vida selvagem sempre que possível.

Como Moskowitz explicou a necessidade do projeto de lei em um comunicado de imprensa, “parques marinhos continuam a provar que não se pode confiar neles para fazer as regras sobre o bem-estar animal. Apesar das promessas do SeaWorld de que iria acabar com os shows de orcas, o parque continua a oferecer novas oportunidades para interagir com os animais e forçá-los a se apresentarem para o entretenimento dos visitantes”. Ele continuou: “agora sabemos por que eles contrataram lobistas para lutar contra o cumprimento de suas promessas e colocá-las em lei –  porque elas queriam quebrá-las o tempo todo”.

Stephen Wells, diretor executivo da ALDF, também descreveu de forma concisa a necessidade urgente do ato, afirmando: “As empresas podem quebrar uma promessa, não uma lei. A única maneira de salvar inúmeras orcas do sofrimento de uma vida em cativeiro é codificar as promessas do SeaWorld, e o Florida Orca Protection Act fará exatamente isso”.

Se você concorda que já é hora de acabar com a prática sem sentido de confinar baleias orcas majestosas em minúsculos tanques e forçá-las a fazer truques, encorajamos você a ajudar a desmantelar a cruel indústria dos parques marinhos ao NUNCA visitar uma instalação que mantém animais em cativeiro para exibição.

E se você é residente na Flórida, ligue para seus representantes na Câmara e no Senado e informe que você apoia sinceramente a Lei de Proteção da Orca da Flórida!

Por Estelle Rayburn / Tradução de Maria Leticia Guerra Machado Coelho

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.