Ex-militar está fortemente armada para proteger animais na África

A África é considerada o berço da humanidade. Várias teses mostram indícios de que o gênero homo tenha surgido no continente africano há mais de dois milhões de anos. O continente também é conhecido como o lugar do safári, dos leões, tigres, girafas enormes e uma cultura muito bonita.

Ele é o segundo continente mais populoso do planeta, somando mais de 1 bilhão de pessoas e o terceiro maior continente do mundo. Se você parar para pensar, sua extensão chega a cobrir 20% das terras do planeta.

E esse terceiro maior recanto de belezas e segredos tem muita coisa para mostrar que as pessoas nem sonham em conhecer. Mas não só belezas e mistérios a África tem para mostrar. O continente é um dos poucos lugares que concentram um ambiente natural tão rico. Não é à toa que o muitos países do continente atraem milhares de turistas todos os anos, interessados nos maravilhosos safáris. No entanto, é sempre preciso tomar muito cuidado, já que não é muito difícil dar de cara com animais extremamente perigosos durante excursões do tipo.

Reprodução
Reprodução

 Embora sofra com tantas desigualdade e problemas sociais crônicos, a África ainda assim representa um continente rico em fauna e flora. Sua biodiversidade é realmente exuberante, resguardando os mais incríveis animais que compõem a vida selvagem de nosso mundo. Alguns deles não podem ser encontrados em nenhum outro lugar a não ser por lá. Mas infelizmente, muitos ainda sofrem com a caça furtiva e já estão ameaçados de extinção.

O continente africano é o epicentro de caçadores exatamente pela sua variedade de vida selvagem. E como o continente é bastante grande, isso acaba facilitando a vida dos caçadores. Já que os guardas não podem e nem conseguem cobrir todas as áreas.

Caça

Com essa caça tem sido constante e cada vez maior, alguns animais existentes no continente estão em risco de extinção. Então é lógico que qualquer tipo de ajudar para preservar esses animais é bem-vinda. E ainda mais quando a ajuda vem do Exército dos Estados Unidos.

E é exatamente esse tipo de ajuda que Kinessa Johnson oferece. Ela é uma veterana de guerra que serviu por quatro anos no Afeganistão. Ela era instrutora e mecânica de armas.

Mesmo depois que se aposentou, os costumes que ela tinha como militar continuaram com ela. Então ela se voluntariou para servir e proteger os seres mais indefesos, os animais.

Trabalho

Ela se juntou aos Veteranos com Poderes para Proteger a Vida Africana (VETPAW, sigla em inglês). Essa é uma organização sem fins lucrativos e que tem o objetivo de proteger os animais dos caçadores que vão para África.

“Trabalhamos lado a lado com os guardas do parque e é realmente uma experiência de aprendizado não apenas para eles, mas também para nossa equipe. Nossa intenção não é prejudicar ninguém”, explicou a mulher.

Em uma entrevista, Kinessa disse que o trabalho que ela vem realizando tem sido mal interpretado. As pessoas acham que ela é uma caçadora de caçadores, mas isso não é verdade. A função dela é detectar potenciais ameaças e caçadores antes que eles comecem a fazer o seu trabalho. E depois dessa detecção, ela os envia à justiça.

Por Victor Melo

Fonte: Meionorte

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.