Ao todo, 138 cães vivem no Centro, além de 13 gatos e quatro cavalos. (Foto: Paulo Pires/GES)

Faltas em consultas comprometem atendimentos no Centro de Bem-Estar Animal em Canoas, RS

O Centro de Bem-Estar Animal de Canoas já fez, desde a sua reabertura – no dia 25 de janeiro – 218 atendimentos. Cães, gatos e cavalos recebem no local cuidados, seja consultas agendadas ou de urgência. A atenção dada aos bichinhos que chegam é boa, mas poderia ser ainda melhor se não existisse um detalhe: as ausências. 
No período de 25 de janeiro a 26 de fevereiro, 55 atendimentos deixaram de ser feitos devido às faltas. Em janeiro, oito pessoas não levaram seus animais para consultar. Neste mês, 47 agendaram e não compareceram. “É muito importante a pessoa trazer seu animal quando agenda o atendimento. Cada falta é um atendimento que deixamos de fazer. Somente hoje [ontem], teve duas faltas”, lamenta o diretor do centro, Fábio Marques.

Diariamente, quatro veterinários atendem até 10 bichinhos. Também são cinco consultas de urgência. Hoje há 12 agendamentos – as vagas de ontem não foram totalmente preenchidas. Os atendimentos feitos no centro são tratamento de miíases (bicheiras), drenagem de abcesso, suturas de pele, tratamentos de pele e curativos. Dos três tipos de animais atendidos, os cachorros lideram os procedimentos.

Adoção

Atualmente, 155 animais vivem no Centro de Bem-Estar Animal, quase todos em condições de adoção, conforme o diretor. “Todos estão castrados, microchipados e com as vacinas em dia”, explica Marques. Interessados em adotar um dos bichos deve comparecer ao local, com documento com foto e comprovante de residência. É feita uma entrevista e, se a pessoa gostar de um deles, assina um termo de adoção. “Eles estão sob bons cuidados, mas o principal eles não têm, que é o carinho e o amor de um lar.”

Por Bruna Aquino 

Fonte: Diário de Canoas 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.