Filhote de baleia é encontrado morto na praia de Jauá, em Camaçari, BA

223
Este é o segundo animal da mesma espécie encontrado morto nas últimas 72h. (Projeto Baleia Jubarte | Divulgação)
Este é o segundo animal da mesma espécie encontrado morto nas últimas 72h. (Projeto Baleia Jubarte | Divulgação)

Um filhote macho de baleia jubarte foi encontrado morto na manhã desta terça-feira, 22, na praia de Jauá, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). 

Esse é o segundo caso na Bahia nas últimas 72h. No último domingo, 20, um animal da mesma espécie foi localizado sem vida no município de Prado, no sul da Bahia.

Conforme o médico veterinário, coordenador de pesquisa do Projeto Baleia Jubarte, Milton Marcondes, ainda não há nenhum diagnóstico que comprove as causas das mortes desses animais, mas as circunstâncias já estão sendo investigadas.

“O mês de agosto e setembro são os piores meses para encalhes. Normalmente é um período já esperado com esses casos, mas o ano de 2017 tem sido atípico.”

Ainda segundo Marcondes, caso a  população encontre algum mamífero, é importante entrar em contato com o Projeto Resgate através do número WhatsApp 73 98802-1874 e informar sobre o ocorrido, para que equipes se desloquem até o local. A linha telefônica atende às duas unidades do projeto, que funcionam em Praia do Forte, no município de Mata de São João – litoral norte baiano -, e em Caravelas, no extremo sul da Bahia.

Milton comentou também, sobre  a necessidade de evitar a poluição dos mares. “Já houve casos de baleias serem encontradas mortas e dentro delas ter uma grande quantidade de lixo. É importante que nós, enquanto cidadãos, façamos a nossa parte. Quanto menos lixo produzirmos, menos chances desses animais ingerirem esses resíduos”, ressaltou.

No Espírito Santo

Morreu na madrugada desta terça-feira, 22, a baleia-jubarte localizada encalhada na tarde desta segunda-feira, 21, na cidade de São Mateus, no estado do Espírito Santo.  Ao receberem a ocorrência, profissionais do projeto foram ao local para analisar as condições de saúde do mamífero, que ainda encontrava-se vivo.

“As equipes tentaram um navio para devolvê-la ao mar, mas ela estava muito fraca e não suportou. Quando um animal encontra-se encalhado, ele recebe muitos impactos das ondas, com isso, eles vão ficando fracos e muitas vezes incapazes de passar por esse processo de devolução ao seu habitat,” disse.

Dados

Segundo dados do projeto, sobe para 52 o número de baleias jubarte no Brasil. Os registros computam 20 no Espírito Santo, 20 na Bahia, 8 no Rio de Janeiro, 2 em São Paulo, 3 em Alagoas e 1 em Sergipe.

Projeto Resgate

Se encontrar uma baleia encalhada pelo litoral baiano, envie uma mensagem para o WhatsApp 73 98802-1874

Por Silvânia Nascimento (sob a supervisão da editora-coordenadora Iloma Sales)

Fonte: A Tarde

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.